A evolução de Henrique com o amor de sua mãe

Olá, amigos !  Conversei com Maria de Lourdes V. Sousa, mãe do Henrique V. S. Ruiz. Ele nasceu em São Paulo de uma gravidez de alto risco e Lourdes conta que notava algo diferente na criança, pois chorava muito e, a partir dos 2 anos, ficava com o olhar fixo para o nada. Após muitos exames, Henrique foi encaminhado para o CRIA UNIFESP, onde foi diagnosticado com Autismo Clássico e fez acompanhamento por 11 anos. Até os 6 anos de idade era querido por todos da família, mas somente a mãe o levava às terapias, consultas e aos passeios. Nessa época, o pai já começou a se ausentar, atualmente não mora mais com o filho e há alguns anos não contribui financeiramente com o seu sustento.

Dos 3 aos 14 anos foi acompanhado por uma equipe de terapeutas, sempre ouviu e gostou de música, fez 10 anos de musicoterapia comigo e foi nesse período que descobrimos que ele poderia tocar um instrumento e assim passou a fazer aulas de bateria. Quando era criança, adorava ir à chácara de uma tia-avó, no interior de São Paulo, pois a ajudava na horta, no pomar e amava ouvir o canto dos pássaros.

Lourdes aprendeu a lidar com o preconceito e diz ser grata a mim por acreditar no Henrique, pois fui a primeira pessoa e artista a colocá-lo para tocar em palcos profissionais, além de não ter cobrado pelas terapias. Em breve ele completará 18 anos e está cursando o primeiro ano do ensino médio, desde 2017 frequenta no Projeto Quixote um grupo de leitura e escrita com a Psicopedagoga Aline F. Jardim e a Fonoaudióloga Aglael G. Rossi e recebe acompanhamento psiquiátrico.

Já no esporte, por recomendação médica, iniciou a natação, pois não conseguia tomar banho sem chorar. Hoje em dia ele adora piscina e praia ! Atualmente treina natação com atletas com Síndrome de Down, sendo o único autista, já participou de vários campeonatos e tem muitas medalhas. O sonho da mãe é ver o filho trabalhando, pois ele evoluiu muito e diz que quer ajudá-la a pagar as contas.  

Parabéns a essa grande mãe guerreira !