AACD adota medidas para atendimentos durante a pandemia de Covid-19

A entidade mudou o funcionamento de unidades e serviços respeitando orientações para controle de transmissão do novo coronavírus

Com atividades e trabalhos realizados em todo o país, a AACD decidiu por adequar os atendimentos à situação enfrentada pelo Brasil frente à pandemia do novo coronavírus. As alterações, que serão feitas de forma gradativa, começaram na última segunda-feira, 23/3.
Para melhor entendimento, a entidade divulgou as mudanças de acordo com as unidades e os respectivos serviços oferecidos.
Na unidade Central, que fica no bairro do Ibirapuera, a partir do dia 25/3, os atendimentos de terapia não serão mais realizados. Todos os pacientes terão suas faltas abonadas sem prejuízo para a continuidade do tratamento e não será necessário apresentar atestado médico.

Os atendimentos médicos ambulatoriais serão mantidos apenas para os pacientes que desejarem vir (recomendamos avaliar a necessidade da consulta e entrar em contato com o médico) e que não estiverem nos seguintes grupos:

*A partir de 60 anos ou que tenham acompanhantes a partir de 60 anos; *Pacientes que apresentem comorbidades ou que tenham acompanhantes que apresentem comorbidades (diabetes, hipertensão, problemas renais, etc);
Pacientes com alterações respiratórias ou que tenham acompanhantes com alterações respiratórias;Imunodeprimidos (baixa imunidade) ou que tenham acompanhantes imunodeprimidos;
*Pacientes com alterações respiratórias ou que tenham acompanhantes com alterações respiratórias;
*Imunodeprimidos (baixa imunidade) ou que tenham acompanhantes imunodeprimidos;

Já o tratamento de Reabilitação interrompido será retomado sem comprometer o tempo total de terapias. A Oficina Ortopédica da Unidade Ibirapuera permanecerá em funcionamento com capacidade reduzida, apenas para atender agendamentos ou urgências.

No Hospital Ortopédico, Unidade Ibirapuera, cirurgias eletivas de operadora de saúde seguem a diretriz da operadora, bem como do seu médico. Os pacientes do SUS serão contatados pela equipe médica da AACD para avaliação.

Demais unidades

Em São Paulo, na Mooca e Mogi das Cruzes, e na cidade de Poços de Caldas, em Minas Gerais, as unidades fecharam totalmente a partir do dia 23/3. Na região metropolitana de São Paulo, a unidade de Osasco, junto com as de Em Porto Alegre/RS, Recife/PE e Uberlândia/MG, os serviços foram totalmente suspensos a partir de 25/3 – inclusive as Oficinas Ortopédicas dessas unidades.
A AACD esclarecei que a decisão valerá inicialmente, por 30 dias, e frisou eque esse período poderá ser alterado de acordo com novas atualizações e orientações do Ministério da Saúde e das Secretarias de Saúde de cada Estado e Município.
Todas as atualizações podem ser acompanhadas por meio do site http://www.aacd.org.br e nos canais oficiais da AACD nas redes sociais.