Abaixo Assinado para que as companhias aéreas brasileiras tenham cuidado ao transportar cadeiras de rodas! Assine!

Circula pelas redes sociais um Abaixo Assinado, que já obteve mais de 13 mil assinaturas para que as companhias aéreas respeitem as cadeiras de rodas das pessoas com deficiência. Acompanhe o conteúdo de mais essa campanha:

“Meu nome é Rafael, sou jornalista e ativista pelos direitos da pessoa com deficiência, pela diversidade, inclusão e acessibilidade digital. Quando eu tinha 27 anos, em 2011, sofri uma queda da escada do terceiro andar, fraturei a quinta vértebra cervical e uma lesão medular incompleta me deixou tetraplégico. 

Recentemente, me deparei com esse vídeo que viralizou mostrando uma jovem devastada depois de receber a notícia de que a companhia aérea Delta Airlines quebrou sua cadeira de rodas, deixando-a inutilizável. Esse tipo de coisa ocorre com muito mais frequência do que se pode imaginar, e para nós, cadeirantes, pegar um voo sempre é estressante, justamente pelo medo de que isso aconteça. 

Uma situação parecida já aconteceu comigo e por isso eu decidi criar essa petição, exigindo que as companhias aéreas deem a devida atenção e importância para as nossas cadeiras de rodas, que não são apenas meios de transporte, mas verdadeiras extensões de nossos corpos, são nossa mobilidade. 

Nós merecemos ter a segurança de pegar um voo sabendo que não vamos sair do avião e receber a notícia de que nossas pernas metafóricas foram quebradas. Nós merecemos respeito e cuidado! Nossas cadeiras de rodas são mais do que apenas objetos e não deveriam ser jogadas de qualquer maneira dentro do compartimento de cargas dos aviões. Exigimos que as companhias aéreas brasileiras se comprometam a ter um protocolo mais rígido de cuidado ao transportar nossas cadeiras de rodas. 

Assine essa petição e junte-se a essa luta! Por mais respeito com pessoas com deficiência e com nossas cadeiras de rodas! 

Para assinar, acesse https://www.change.org/p/ag%C3%AAncia-nacional-de-avia%C3%A7%C3%A3o-civil-anac-companhias-a%C3%A9reas-respeitem-nossas-cadeiras-de-rodas