Alunos autistas cobram criação de cotas em universidades estaduais de SP

USP

Estudantes autistas da USP, Unicamp e Unesp se juntam para exigir os direitos de cotas nas universidades para alunos com deficiência. Eles alegam que essas 3 instituições não seguem a lei federal que garante as reservas de vagas. Os grupos já reúnem mais de 200 estudantes com autismo, por exemplo.

A LBI está vigente desde 2016 e as universidades públicas não são obrigadas a cumprir as cotas, o que é um absurdo. Vamos cobrar os direitos, pois o percentual de alunos com deficiência em instituições públicas ainda é muito baixo devido ao não cumprimento das cotas e por falta de bom senso dos seus dirigentes.