André Rocha, campeão mundial e medalhista pan-americano assume coordenação do Programa Esporte Para Todos em Taubaté, SP

ANDRÉ ROCHA FOI MEDALHISTA DE BRONZE NOS JOGOS PARAPAN AMERICANOS DE LIMA, EM 2019 (FOTO: DIVULGAÇÃO )

Um dos principais nomes do paratletismo de Taubaté, SP, e do Brasil inicia em 2021 uma nova fase em sua vida. André Rocha, de 43 anos, passa a ser o novo coordenador de alto rendimento do Programa Esporte Para Todos, projeto que promove o esporte adaptado na cidade de Taubaté.

O “Esporte Para Todos” promove a prática esportiva para pessoas com deficiência a partir dos 12 anos de idade e existe desde 2013. Além do atendimento social e promoção de qualidade de vida, quem se destaca em uma das diversas modalidades oferecidas no projeto, pode integrar a equipe de competições.

Assine nossa Newsletter

Newletter

POLICIAL MILITAR VÍTIMA DA VIOLÊNCIA

Foi o caso do próprio André Rocha, que desde 2013 faz parte do projeto. O paratleta atuava como Policial Militar, e durante uma perseguição, sofreu uma queda de um muro e lesionou a coluna. Após diversas cirurgias, André ficou paraplégico.

Ele entrou para o Programa Esporte Para Todos por meio do basquete em cadeira de rodas. Logo experimentou o atletismo e se encontrou no Arremesso de Peso e no lançamento de Disco. De 2013 até 2019, colecionou conquistas nacionais e internacionais. “O resgate da minha vida se deu ao Esporte Para Todos, que veio na hora certa para resgatar um André que estava depressivo, sem um norte, sem vontade e sem saber o que fazer.”, disse.

CONQUISTAS PELO MUNDO

Sua longa lista de conquistas tem como principais destaques o título de Campeão Mundial no Lançamento de Disco em Londres 2017; medalhas de Prata e Bronze no Arremesso de Peso nos Jogos Parapan Americanos de Toronto 2015 e Lima (2019), respectivamente; medalha de Prata no Arremesso de Peso nos Jogos Mundiais Militares na Coreia do Sul (2015); Pentacampeão do Grand Prix Internacional de Berlim; e mais de 10 quebras de recordes mundiais no Arremesso de Peso e no Lançamento de Disco.

Com larga experiência como atleta, ele agora se vê pronto a ajudar o esporte paralímpico de Taubaté como coordenador da área de competições da equipe. “Gosto muito de desafios e receber esse convite de coordenar o alto rendimento do Esporte Para Todos é um desafio enorme. Digo isso porque é um projeto que já tem 8 anos, e cresceu muito, tanto em quantidade, quanto em qualidade. E os atletas paraolímpicos taubateanos conseguiram impulsionar o nome do projeto com seus resultados de grande destaque, nacional e internacionalmente.”, destaca André.

 

NOVA MISSÃO

Para ele, o momento é de buscar melhorias para o projeto como um todo. “Sempre é necessário buscar algo a mais para nós mantermos esse alto padrão competitivo. Minha função será coordenar as equipes de alto rendimento do Atletismo e do Tiro Esportivo Paralímpicos. É um desafio interessante, e por eu fazer parte de tudo isso nesses oito anos, conheço bem o projeto, conheço os atletas, conheço o sistema como um todo e acho que vai ser uma contribuição interessante que eu poderei dar na parte de gestão.”, completa André.

 

Gestor e Atleta

Apesar de assumir esse novo posto gerencial, André Rocha não deixará de treinar e competir. “Continuo também como atleta paralímpico. Minha principal modalidade é o tiro esportivo. Nesse primeiro ano como coordenador, ainda continuo no atletismo também, me dedicando nessas três frentes. Tenho objetivos bem claros no tiro esportivo, que inclui a busca de índice olímpico para Tóquio, e para os Jogos de Paris 2024. Quero realizar esse sonho de defender as cores de Taubaté e do Brasil em uma Paralimpíada.”, disse.

Metas para o Programa Esporte Para Todos
André Rocha destaca que já trabalha para implementar uma nova fase do Programa Esporte Para Todos, com maior visibilidade e alcance do projeto dentro da comunidade. “O esporte paralímpico me resgatou, como eu sempre comento, e assim como aconteceu comigo eu gostaria que acontecesse com outras pessoas. Essa repaginada que nós temos que pensar em dar no projeto em 2021 inclui atingir mais pessoas, ampliar o nosso alcance na sociedade, e assim termos mais pessoas com deficiência incluídas no esporte. Não só para competir, mas para benefícios na saúde e no convívio social. Acho que o esporte paralímpico está numa crescente no mundo todo e nós esperamos que outras pessoas possam conhecer nosso movimento, fazer parte e se beneficiar disso.”, explica.

“Estamos com 8 anos de projeto, temos hoje um número significativo de pessoas praticando atividades esportivas adaptadas em Taubaté graças ao projeto, e temos um time de alto rendimento com atletas de nível internacional incluindo o Alessandro da Silva, que já tem até vaga garantida para os Jogos de Tóquio. Mas ainda temos muita gente que não conhece o projeto. É necessário buscarmos um trabalho forte de comunicação com a sociedade como um todo em Taubaté, e também na região do Vale do Paraíba.”, disse.

Apesar de estarmos com quase todas as atividades paralisadas por conta da pandemia, vamos aproveitar o momento para reestruturar a parte de abordagem para ampliar a divulgação. Queremos também mapear e suprir as necessidades de material para treinamento como um todo. Dessa forma, quando pudermos retomar plenamente as atividades de treinamento, estaremos reestruturados para disputar competições da melhor forma possível, buscando os objetivos traçados para a equipe de alto rendimento em 2021”, finaliza André.

Fonte: www.guiataubate.com.br

Font Resize