ASID – Ação Social para Igualdade das Diferenças e o seu impacto na sociedade

Igualdade das Diferenças

Embora exista a Lei de Cotas garantindo a contratação de 2 % a 5 % de pessoas com deficiência em empresas a partir de 100 funcionários, o cenário atual de trabalho ainda está longe da inclusão necessária. Segundo dados do IBGE, revisados no ano de 2018, atualmente existem mais de 12,7 milhões de pessoas com deficiência no Brasil, o que representa 6,7% da população brasileira (pelo Censo 2010 esse número é de 46 milhões, representando 23,9% da população), destes apenas 480 mil estão trabalhando formalmente, como informa a pesquisa da RAIS, realizada no mesmo ano (2018). 

Mesmo com esse cenário, ainda é possível encontrar empresas que apoiam e têm na cultura de contratação com vagas destinadas para pessoas com deficiência acima do que a lei obriga.

O trabalho de ONGs com o foco em desenvolver um ambiente inclusivo no mercado de trabalho para PcD ajuda a reduzir a distância deste público até a oportunidade de um emprego. A ASID – Ação Social para Igualdade das Diferenças, é uma dessas instituições, que trabalham diariamente na mudança do panorama de inclusão brasileiro. Com a produção de eventos, palestras, webinários e e-books, ela busca informar a população e empresas, sobre os benefícios da inclusão. “Nossa missão é trazer um impacto positivo no mercado de trabalho, mostrando como a diversidade pode ser positiva para o ambiente empresarial”, afirma Alexandre Amorim, diretor executivo e co-fundador da ASID.

A instituição nasceu em 2010 e teve sua criação motivada por um contexto familiar: a história de Laura, irmã de Alexandre. Ela nasceu com Síndrome de Down e transtorno do espectro autista e durante sua vida enfrentou inúmeras dificuldades para se desenvolver. A partir da história de Laura e todo contexto da pessoa com deficiência no Brasil, a ASID nasceu com uma missão: unir pessoas com deficiência, suas famílias, instituições, empresas e voluntários para construir uma sociedade inclusiva.

Atualmente a instituição já conta com 10 anos de existência, impactando mais de 105 mil pessoas, além de mais de 7 mil voluntários e quase 3 mil colaboradores sensibilizados. São 211 instituições ligadas na rede da ASID.  “Estamos muito felizes com nossa evolução durante os anos, queremos cada vez mais impactar as instituições e famílias, contribuindo positivamente para uma sociedade cada vez mais inclusiva”, conclui Alexandre.

O ano de 2020 foi marcado por um crescimento do engajamento da instituição com o ambiente digital, produzindo dois grandes projetos em suas redes sociais, o “Conversas Inclusivas” e “Informações Inclusivas”. Ambos tiveram o apoio da Fundação Grupo Volkswagen e a missão de disseminar conteúdos acerca da inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

“Esse ano optamos por transmitir nossos principais projetos de forma digital. Acreditamos que as redes sociais têm o poder de potencializar o discurso, atingindo uma gama maior de pessoas. Nós ficamos bem contentes com o engajamento e os resultados que atingimos”, afirma Sarah Darcie, analista de projetos da ASID.

O “Conversas Inclusivas” foi uma série de seis webinários transmitidos pelas redes sociais da ASID, que juntamente com profissionais influentes convidados de diversos setores, debateram desde assuntos fundamentais para a inclusão no ambiente corporativo, como a Lei de Cotas, até dicas de mentoria para o desenvolvimento de pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

Já o “Informações Inclusivas” aconteceu entre os meses de setembro e outubro. O projeto surgiu para disseminar o conhecimento de uma maneira mais rápida e de fácil acesso, com vídeos curtos, sobre tópicos pontuais do panorama atual de contratação de pessoas com deficiência no Brasil.

Para fechar o ano com chave de ouro, no início de dezembro a ASID irá divulgar seu e-book com dados e informações sobre o panorama atual de inclusão de pessoas com deficiência em nosso país. “Apesar de serem informações públicas, é muito complicado encontrar estudos e análises acerca da inclusão de pessoas com deficiência. A 3Hippos fez um trabalho de curadoria de dados excelente para nosso e-book, e queremos que o material possa impactar muitas pessoas com deficiência, famílias, instituições e gestores”, explica, Sarah Darcie.

Após completar 10 anos de serviços prestados, a ASID está contente com a história que construiu e ansiosa com o futuro. “Nossa luta é diária, infelizmente ainda existe um longo caminho para um cenário ideal de inclusão no Brasil, mas cada vez mais conseguimos enxergar o impacto de instituições sociais, como a ASID e tantas outras, que fazem trabalhos incríveis para alterar essa realidade”, conclui Alexandre Amorim. 

Mais informações sobre a ASID, nas redes sociais: www.facebook.com/asidbrasil/,

 Instagram: @asidbrasil, LinkedIn:​ ASID – Ação Social para Igualdade das Diferenças e  

Youtube: https://www.youtube.com/asidbrasil