Jovens com Síndrome de Down gravam vídeos sobre prevenção da Covid-19

Materiais visam informar público-alvo, que integra grupo de risco da doença, com linguagem ajustada às suas necessidades

Um projeto de extensão da PUC-Campinas, aderido por estudantes voluntários de várias disciplinas e conduzido por videoconferências em razão do distanciamento social, resultou em uma série de vídeos instrutivos apresentados por jovens com Síndrome de Down. A ideia da iniciativa é disponibilizar conteúdos que ajudem durante o período de quarentena.

De acordo com o Prof. Dr. José Francisco Kerr Saraiva, responsável pela coordenação do projeto, a iniciativa é resultante da experiência prévia com a Fundação Síndrome de Down num trabalho focado na promoção de hábitos saudáveis e na prevenção de doenças cardiovasculares. “Devido aos problemas que comprometem a imunidade desses indivíduos, que hoje integram um grupo de risco do novo coronavírus, entendemos que seria importante mantê-los orientados sobre os riscos e os métodos de prevenção, evitando o contágio desses jovens”, disse o extensionista.

Além de ter a participação de estudantes das Faculdades de Farmácia, Jornalismo, Medicina, Nutrição, Psicologia e Terapia Ocupacional, o projeto contou com o conhecimento da Sociedade Brasileira de Cardiologia – que possui expertise nas áreas de nutrição saudável e exercícios físicos.
Como resultado, foram desenvolvidas cartilhas digitais e animações, bem como vídeos gravados pelos próprios jovens com Síndrome de Down. “A ideia é que eles possam conversar com os seus pares e se sintam representados na campanha”, destacou a estudante Celina Silveira, do último ano de Jornalismo da PUC-Campinas.

Nos vídeos produzidos pelo projeto, são abordadas questões como a importância de ficar em casa; a importância da higiene das mãos; como aproveitar a quarentena; e dicas de atividades físicas. Os vídeos já estão disponíveis nos seguintes links: