Brasil disputa ouro no goalball masculino e bronze no feminino nas Paralimpíadas

Seleção brasileira masculina de goalball , Paralimpíadas de Tóquio 2020
Lintao Zhang/Getty Images

O Brasil está na final do goalball masculino das Paralimpíadas de Tóquio. Nesta quinta-feira, a seleção brasileira despachou na semifinal a Lituânia, campeã na Rio 2016. Os brasileiros deslancharam no segundo tempo para vencer por 9 a 5 e se garantir na decisão contra a China, nesta sexta-feira, às 7h30 (de Brasília).

Com a vitória desta quinta, o Brasil se manteve no pódio do goalball masculino. Prata em Londres 2012 e bronze na Rio 2016, os brasileiros, atuais bicampeões mundiais, buscam o inédito ouro em Tóquio. Nesta quinta foram seis gols de Josemarcio Sousa, o Parazinho. Leomon Moreno anotou dois gols, e Romário Marques fechou a conta do Brasil.

O Brasil havia vencido a Lituânia na estreia em Tóquio por 11 a 2, mas sabia que encontraria maior dificuldade na semifinal. Foi assim nos duelos semifinais contra os europeus na semifinal de Londres 2012 e do último Mundial, em 2018. Desta vez os lituanos até assustaram no início, abrindo o placar, mas novamente o Brasil saiu com a vitória, aproveitando os erros dos rivais, que cometeram muitas penalidades durante o jogo.

A Lituânia abriu o placar logo nos primeiros segundos com um arremesso forte de Pavliukianec. O Brasil conseguiu o empate quatro minutos depois com Leomon e virou logo na sequência com um arremesso cruzado de Parazinho. Pavliukianec novamente empatou o jogo no meio do primeiro tempo (2 a 2). Nos minutos finais da primeira parcial, o Brasil teve duas penalidades para cobrar por causa de bolas longas da Lituânia. Leomon atacou para fora o primeiro pênalti, mas Parazinho converteu o segundo e recolocou o Brasil em vantagem: 3 a 2.

O Brasil deslanchou no segundo tempo com quatro gols em pouco mais de um minuto. Parazinho converteu mais uma penalidade por bola longa, Romário fez um golaço no canto direito, Parazinho converteu mais um pênalti em bola longa lituana e Leomon anotou mais um gol: 7 a 2. A Lituânia mexeu no time, e Zibolis entrou para diminuir. Só que Parazinho respondeu rápido com mais um gol brasileiro: 8 a 3. O técnico brasileiro acabou cometendo uma penalidade por passar instrução fora de hora, mas Romário fez uma grande defesa evitando um gol da Lituânia. Parazinho ainda anotou mais um gol de pênalti por bola alta da Lituânia, e Pazarauskas deu o troco. Jonikaitis fez mais um gol para a Lituânia no minuto final, mas era tarde para uma reação: 9 a 5.

Brasil perde nos pênaltis e vai disputar o bronze no goalball feminino das Paralimpíadas

O Brasil ficou muito perto de uma medalha inédita no goalball feminino das Paralimpíadas de Tóquio. Nesta quinta-feira, as brasileiras abriram 2 a 0 com gols de Jéssica, mas sofreram o empate dos Estados Unidos a 15 segundos para o fim da semifinal e acabou perdendo nos pênaltis por 3 a 2. As brasileiras ainda vão disputar o bronze com o Japão, nesta sexta-feira, às 1h15 (de Brasília).

Brasil e Estados Unidos posam após a semifinal do goalball
Brasil e Estados Unidos posam após a semifinal do goalball — Foto: Takuma Matsushita/CPB

Quarto lugar na Rio 2016, o Brasil tem mais uma chance de chegar ao pódio. A seleção brasileira foi bronze no último Mundial e empatou com o Japão na primeira fase.

As americanas haviam vencido o Brasil por 6 a 4 na fase de grupos. Desta vez o Brasil contou com boas defesas da pivô Ana Gabriely Assunção, a Gaby, mas Amanda Dennis fez a diferença no ataque americano.

Nos pênaltis, Moniza e Carol fizeram os gols brasileiros. Czechowski, Dennis e Mason anotaram os gols que deram a vitória aos Estados Unidos.