Bruno Mahfuz fala sobre a importância de formar pessoas engajadas e treiná-las para um mundo realmente acessível

Bruno Mahfuz

Cada vez mais consolidada no nicho empresarial, a ESG (sigla em inglês, que representa as práticas ambientais, sociais e de governança) é uma tendência global, que tem interferido até nas ações de companhias abertas. Bruno Mahfuz, cofundador do Guiaderodas e especialista em desenvolvimento sustentável, premiado internacionalmente, analisa o atual momento de mercado, a seriedade do tema e salienta a importância de formar pessoas engajadas e treiná-las para um mundo realmente acessível.

As empresas e suas lideranças buscam ser capazes de aliar a cultura ética organizacional algumas formas de minimizar seus impactos no meio ambiente, construir um mundo mais justo e responsável para as pessoas em seu entorno e manter os melhores processos de administração. Mas, também, pode ser usado para investimentos com critérios de sustentabilidade. Esse tema conquistou tanta relevância que, nos últimos três anos, os Estados Unidos viram os investimentos em fundos de empresas adequados às normas do ESG praticamente quadruplicaram.

Para Bruno, as companhias, em todo o globo, vêm sendo exigidas e se dedicando a aplicar parâmetros que vão muito além da ótica financeira, a fim de garantir seu presente e sobretudo seu futuro com ênfase nos princípios de ESG. “As empresas que nos procuram são aquelas que querem de fato aprimorar a acessibilidade e a inclusão dentro e fora delas. Já extrapolaram a questão de fazer apenas pela obrigatoriedade, querem deixar um legado para a comunidade. Isso é o ESG na prática”, afirmou.

Bruno Mahfuz, cadeirante desde 2001, a partir de sua necessidade, fundou o Guiaderodas, uma empresa de tecnologia a favor da acessibilidade, com objetivo de proporcionar uma vida mais autônoma e inclusiva para todos. Seu feito lhe rendeu prêmios empresariais e pessoais, além de propriedade para falar do assunto para empresas. Para o especialista, o ESG não pode ser encarado como apenas obrigação ou notório para os clientes, o intuito é educar e engajar as pessoas para que o mundo saiba lidar com o tema, por isso criou a Certificação Guiaderodas.

A Certificação Guiaderodas auxilia empresas e empreendimentos a se prepararem para incluir todas as pessoas em seu quadro de colaboradores e frequentadores, estimulando e premiando a eliminação de barreiras de arquitetura e de atitude. “O Guiaderodas trabalha para mudar a percepção generalizada de que a acessibilidade beneficia apenas uma parcela da sociedade. Acessibilidade é boa para pessoas com deficiência, para as pessoas sem deficiência e é boa para os negócios.”

Bruno foi selecionado pela MIT Technology Review – Innovators Under 35 – pelo de desenvolvimento de novas tecnologias para solucionar os maiores problemas do mundo e pelo Meaningful Business 100 por aliar propósito e lucro para ajudar a alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS). Já o Guiaderodas foi premiado pelas WSA e ITU, ambos órgãos da ONU como “Melhor Solução Digital Inclusiva do Mundo” e “Melhor Aplicativo de Acessibilidade das Américas”.

O engajamento do Guiaderodas vai ao encontro do movimento global: Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), que traz 17 ambiciosos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) a serem atingidos até o final da próxima década e prevê intensa participação do setor privado.

“Entendemos que a acessibilidade tem uma importância vital para um futuro melhor. Já estamos sentindo isso através das novas gerações. A consciência sobre o tema mudará completamente o modo como auxiliamos os empreendimentos e corporações em processo de Certificação a alcançarem resultados positivos nos âmbitos sociais e econômicos”, disse.

“Cada vez fica mais óbvio para a sociedade que viver com autonomia e conforto significa pensar em acessibilidade para todos. Chegar às metas propostas pela ONU é sim um grande desafio para o mundo. A boa notícia é que a conscientização acerca do tema dentro das corporações e, principalmente pelas novas gerações, vem crescendo em ritmo galopante. Sou otimista e tenho certeza que chegaremos lá”, finalizou Bruno Mahfuz.