Centro para cuidar de Pessoas com Alzheimer e familiares é reaberto em Volta Redonda/RJ

Espaço tem dois andares, onde são oferecidas oficinas coletivas nas áreas de fisioterapia, educação física, psicologia, serviço social, música e terapia ocupacional

Depois de três anos fechado, o primeiro centro público de atendimento a pessoas com Alzheimer da América Latina foi reaberto nesta sexta-feira, dia 10, em Volta Redonda, RJ. O Centro de Atendimento à Pessoa Idosa com Alzheimer e Familiares, o Centro Dia Synval Santos, no bairro Jardim Paraíba, foi totalmente reconstruído.

A coordenadora do Centro de Alzheimer, a psicóloga Daniele Freire, ressalta que a reabertura do espaço significa fazer a política publica acontecer na prática.

“Retornar para essa unidade que foi construída para eles, pensando neles, é de novo requalificar o serviço. É oportunizar a ampliação da capacidade de atendimento, fomentar outras ações e oferecer um bem-estar maior, tanto para as famílias quanto para os idosos. Estamos de volta para casa”, disse a coordenadora emocionada.

O Centro Dia Synval Santos é um serviço da Secretaria de Ação Comunitária (Smac), por meio do Departamento de Proteção Especial Social. A unidade visa fornecer o atendimento qualificado e continuado, através de estimulação aos idosos com a doença de Alzheimer, já na fase média do desenvolvimento.

O centro fornece orientação, escuta, acolhimento e acompanhamento das famílias, reduzindo a sobrecarga natural que a doença tem como uma espécie de efeito colateral. Essas ações impactam na qualidade de vida da família e do usuário.

O local serve ainda como polo de orientação sobre a doença para comunidade, e é um centro de estudo e pesquisa científica, para que as universidades desenvolvam estudos a respeito da doença nas mais diversas áreas.

 

A unidade

O Centro Dia fica em um prédio de dois andares, com salas amplas, com pista de caminhada, onde são oferecidas oficinas coletivas nas áreas de fisioterapia e educação física, psicologia, serviço social, música e terapia ocupacional. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h. Os idosos são atendidos duas vezes por semana. Em média, o espaço consegue disponibilizar 80 atendimentos semanais.

Fonte: Secom/PMVR