COMO PROCEDER AO SE DEPARAR COM ALGUÉM PSICOFÓBICO?

* ENSINE melhor sobre a condição para a pessoa;
* EXPLIQUE o que é psicofobia e as consequências de ser psicofóbico;
* EXIJA respeito, também agindo de maneira respeitosa e aberta;
* SE AFASTE, caso a pessoa continue te desrespeitando;
* DENUNCIE, no caso de bullying e agressões.
Essas e outras informações constam em um trabalho realizado pela mineira Mariana Moreira Andrade em  TIPOS DE PSICOFÓBICOS – Como a Psicofobia se manifesta no cotidiano.
A autora destaca frases comuns como “sua filha não é autista. Ela só é tímida”. “Ah, isso é coisa da sua cabeça”. “Seu médico deve tá doido. Convivi contigo a vida inteira e nunca notei isso”. “Para de tomar esse remédio. Eu sei de um tratamento melhor com ervas e chás”.
Para Mariana Andrade a pessoa “não é capaz de aceitar o diagnóstico do outro (ou até de si mesmo). Acha que sabe mais do que os profissionais de saúde mental. Alguns até desincentivam a continuidade do tratamento”.