Crianças de Ribeirão Preto, SP, lançam livros virtuais inclusivos

livros virtuais inclusivos

Alunos do Colégio Marista Champagnat perceberam que havia poucos títulos para crianças com deficiência

 

A falha foi logo detectada pelos alunos do 5º ano do Colégio Marista Champagnat, em Ribeirão Preto, interior de SP. Eles constataram que existiam poucas opções de livros infantis para crianças com deficiência auditiva e visual, ou que ainda estão em processo de alfabetização. Foi então que as professoras Rafaela Andrade e Taisa Lagamba pediram aos alunos que apontassem uma solução para o problema.

Assine nossa Newsletter

Newletter

As crianças então resolveram montar uma biblioteca virtual, na qual os livros seriam narrados em áudio e traduzidos para a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Os próprios alunos escreveram as histórias e deram títulos às nove obras que compõem, até o momento, a biblioteca.

A professora Rafaela Andrade conta que ficou impressionada com o protagonismo dos alunos que detectaram um problema na realidade local e encontraram uma solução, na perspectiva do Projeto de Intervenção Social do (PIS), adotado pelos Colégios Maristas.

A turma se dividiu em quatro grupos com as funções de escrever, gravar as narrações, editar e ilustrar as publicações. “Eles se engajaram bastante no trabalho e tudo foi produção deles”, ressalta a professora.

Os alunos também escolheram os gêneros das obras: comédia, suspense e drama para contar histórias que têm como temática principal o futuro que elas esperam para a humanidade. ”Todas as histórias mostram um olhar diferenciado para os problemas do outro”, explica.

Para garantir qualidade editorial às publicações, os alunos usaram ferramentas de edição de imagens e áudios como o Book Creator, One Note, TEAMS e o  VLibras. Para acessar a biblioteca é só clicar https://read.bookcreator.com/library/-MEZEfgQBRQyqQ6e18vy e entrar no universo criado pelas crianças.

Saiba mais em www.colegiosmaristas.com.br