Daniel Dias recebe homenagem da Comissão Técnica em Tóquio

Grandes nomes do esporte têm manias e superstições. O maior nadador medalhista em Jogos Paralímpicos, o paulista Daniel Dias, é um deles. Nas vésperas de competições importantes, ele raspa o cabelo para entrar na piscina. Em Tóquio, local de sua última exibição como atleta, foi surpreendido ao ganhar uma homenagem da Comissão técnica brasileira com todos repetindo o gesto.

Já é uma tradição de Daniel Dias raspar a cabeça e na última vez na sua versão careca, ele ganhou o carinho dos profissionais. “São mais que amigos de trabalho. São membros da minha família. Eu irei sentir saudade desse carinho, desse clima. Vou viver grandes emoções no Japão até a minha braçada final e essa ação deles ficará eternizada comigo”, afirmou o nadador que ao longo dos 16 anos de carreira conquistou vinte e quatro medalhas em Jogos Paralímpicos, sendo catorze de ouro, sete de prata e três de bronze.

Para a competição no Japão, Daniel Dias passou por um processo de reclassificação funcional e os seus adversários ficaram mais fortes. Apesar da dificuldade, o nadador brasileiro que soma três Prêmios Laureus, considerado o “Oscar do esporte”, promete fazer o seu melhor no Centro Aquático de Tóquio.

“A cabeça está ótima para a minha última competição e quero entregar um bom resultado, entregar o meu melhor. As pessoas que sempre me acompanharam e ficarão acordados para me assistir podem esperar a minha melhor versão”, completou.

Daniel Dias competirá os 50m, 100m e 200m livre e os 50m costas e borboleta.