Demanda por consultoria para inclusão nas empresas aumentou 78% em 2020, segundo dados da Talento Incluir

Profissionais com deficiência tem talento para desempenhar função
De acordo com levantamentos da Talento Incluir, consultoria que promove a relação entre profissionais com deficiência e o mercado de trabalho e já proporcionou emprego mais de 7 mil profissionais com deficiência, em 2020 as empresas investiram 78% a mais que no ano anterior em programas para o fortalecimento da cultura de inclusão.

Com um crescimento de 25% em relação ao faturamento de 2019, a Talento Incluir também aponta que, mesmo em um ano tão desafiador para a geração de empregos, promoveu a contratação de 231 pessoas com deficiência no mercado de trabalho, uma diminuição em relação a 2019, quando a consultoria inseriu 474 pessoas com deficiência em vagas de trabalho.

Entre os clientes da Talento Incluir, os setores que mais empregaram pessoas com deficiência em 2020 foram o Financeiro, seguido do Agrícola e de Saúde. Desse total de vagas preenchidas por pessoas com deficiência em 2020, 90,91% foram para áreas administrativas das empresas contratantes, 6,06% para áreas operacionais, 2,16% para áreas técnicas e 0,87% para áreas comerciais.

Também em 2020, a Talento Incluir – com o objetivo ampliar a atuação e promover a cultura de inclusão e diversidade para empresas nos demais países da América Latina – anunciou a parceria com a Incluyeme.com, uma plataforma argentina que atua no mesmo segmento na região. Juntas, as duas empresas terão mais facilidade para dar continuidade em trabalhos iniciados no Brasil, mas que também tenham operações em outros países da América Latina.

No ano passado, 14.300 pessoas foram impactadas por treinamentos, lives e eventos online realizados pela Talento Incluir, seja em empresas ou em eventos sobre o tema durante o ano. Os conteúdos estão disponíveis no canal da empresa no YouTube: Talento Incluir e no site https://www.talentoincluir.com.br . A Talento Incluir também lançou o curso EaD sobre “Vieses inconscientes”, com 10 aulas destinadas a empresas e profissionais da área de Recursos Humanos.

Pesquisas em 2020

Para entender melhor os impactos da pandemia na empregabilidade das pessoas com deficiência, a Talento Incluir realizou duas grandes pesquisas:

• “Inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho”

Realizada em uma parceria entre a Talento Incluir e a Hibou, empresa de pesquisa e monitoramento de mercado, com o tema Inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, a pesquisa constatou que 85,5% das pessoas entrevistadas não se consideram inseridas no grupo de risco da Covid-19 apenas por sua deficiência.

O levantamento contou com 5.574 respondentes com deficiência que se declararam: trabalhando (home office ou fora de casa), empreendendo, desempregados, afastados ou aposentados. Do total dos respondentes que se declararam empregados, 446 profissionais foram afastados das suas funções durante a pandemia, sendo que mais da metade deles (63,7%) foi afastada por decisão exclusiva e equivocada das empresas onde trabalham. Quase todos (96,7%) pretendem voltar à sua rotina assim que possível.

• “Marketing e profissionais com deficiência: desafios e necessidades sobre acessibilidade”

Com o objetivo de mapear a acessibilidade de profissionais de marketing com deficiência no Brasil, a Talento Incluir em parceria com a RD Station (RD), a Web Para Todos, a Digital House e a ABRADI (Associação Brasileira dos Agentes Digitais) realizaram a pesquisa: “Marketing e profissionais com deficiência: desafios e necessidades sobre acessibilidade”.

O estudo constatou que 67% dos profissionais de marketing com deficiência entrevistados avaliam que o setor não oferece oportunidade de ingresso ao desenvolvimento profissional no País. Também apontou que a comunicação digital das empresas em geral não está preparada ou não se preocupa em ser mais inclusiva. Para 43% dos entrevistados, a falta de conhecimento é a principal razão para a ausência de conteúdos mais acessíveis elaborados por empresas.
“Se por um lado tivemos a diminuição nas ofertas de vagas para pessoas com deficiência no mercado de trabalho em 2020, por outro tivemos o aumento de investimentos das empresas em cultura de inclusão, provocado principalmente pela exposição mundial de episódios que envolviam racismo, violência contra mulher e demais marcadores sociais. O tema “inclusão” passou a ter ainda mais relevância nas empresas, que começaram a abrir altos cargos para cuidar de gente sob o conceito da diversidade. Isso é um bom sinal. Trabalhamos para que o mundo não precise mais ser obrigado por lei a realizar inclusão e para que ela aconteça de forma natural e por convicção”, destaca a CEO da Talento Incluir, Carolina Ignarra.

Talento Incluir
Fonte: www.pitchcom.com.br
Font Resize