Dia Mundial da Retina: data alerta sobre os cuidados da saúde ocular

Aos quatro anos, Sonny Pólito foi diagnosticado com miopia. Aos 10 anos soube que era portador de retinose pigmentar, doença genética que reduz a possibilidade de enxergar. Três anos depois, não conseguia ler. Ao contrário de Sonny, a falta de acesso ao tratamento oftalmológico e desconhecimento sobre as doenças oculares é um dos principais fatores que impossibilitam a reversão do quadro. Por isso, o dia 29 de setembro foi escolhido como Dia Mundial da Retina, para alertar sobre a importância da saúde visual.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) mais de 2,2 bilhões de pessoas têm uma deficiência visual no mundo. Deste total, 1 bilhão de casos poderiam ser evitados ou ainda não foram tratados. Além disso, a Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI) é a principal causa da perda da visão em idosos, além de ser a terceira maior causa de cegueira no Brasil.

Sonny, que atualmente é líder do Movimento Bengala Verde Brasil, para quem tem baixa visão, presente em 14 países e fundador da Inclue, plataforma que auxilia pessoas com deficiência e idosos na experiência de compra no varejo, alerta sobre a importância da data. “Devido a falta de acesso à informação, muitas pessoas acabam desconhecendo a importância de cuidar da saúde ocular ou só procuram um especialista quando começam a ter um agravamento do quadro” comenta.

Acessibilidade e Inclusão

De acordo com Sonny, também é importante orientar e conscientizar a sociedade sobre a baixa visão. “É preciso ter mais políticas sociais para tratamento e acompanhamento dessas doenças. Além de melhorias na mobilidade urbana para pessoas com deficiência visual”, comenta Sonny.

Sobre a Inclue

Fundada por Sonny Pólito, que possui deficiência visual, e Rodrigo Piris, diagnosticado com Transtorno do Espectro Autista (TEA), a Inclue permite, por meio de sua plataforma, o atendimento personalizado para pessoas com deficiência e idosos na hora das compras. Composta por três pilares – Treinamento, Sistema de Atendimento e Sistema de avaliação do atendimento – a startup facilita e proporciona mais acessibilidade a quem tem necessidades específicas e a maior conscientização e mobilização sobre inclusão social. E auxilia as empresas varejistas na implementação de estratégia de customer experience, com treinamentos em sistema de Educação à Distância (EaD).