Educação inclusiva é tema do segundo debate do “Assim Vivemos”

Cena de ‘Não me esqueci de você" longa-metragem brasileiro (divulgação AV)

Além da exibição de 29 longas, médias e curtas-metragens, o Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência promove debates online com temas que se relacionam com as produções exibidas. O segundo deles, “Educação para todos”, será nesta segunda-feira, 4/10, às 19h30. O bate papo será mediado pela idealizadora do festival, Lara Pozzobon, e contará com as presenças de Rene Lopez, diretor do filme “Não me esqueci de você”, e que também é produtor de TV, especializado em programas culturais, educativos e científicos; e da jornalista Patrícia Almeida, especialista em Linguagem Simples e mestre em Estudos sobre Deficiência. Juntos, conversam sobre educação inclusiva, igualdade de oportunidades e valorização das diferenças humanas de modo a garantir o acesso, a participação e a aprendizagem de todos, sem exceção.

Antes do encontro, na sessão das 18h, o público pode assistir – presencialmente ou online – o documentário brasileiro “Não me esqueci de você”, de René Lopez, sobre educação inclusiva, e com diferentes vozes do processo educacional – pais de alunos, professores da rede pública e especialistas na área – e busca sensibilizar sobre a responsabilidade social e política da inclusão de alunos. A produção encerra as exibições presenciais do festival no CCBB Rio.

Importante ressaltar que o Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência, seguirá no formato online até 11 de outubro e também promoverá mais outros dois debates virtuais, sempre após as sessões motivadas pelos temas a serem discutidos. Ao longo do tempo, esses encontros se consolidaram como um espaço importante de diálogo e reflexão acerca dos temas relativos às pessoas com deficiência e, consequentemente, a toda a sociedade. Eles contam com a presença de profissionais ativos nas suas áreas de atuação, sempre com prioridade para a participação de pessoas com deficiência. No site www.assimvivemos.com.br é possível conferir a programação completa e acompanhar os encontros.

Todos os filmes contam com recursos de acessibilidade como a audiodescrição e as legendas LSE (para surdos e ensurdecidos), além da interpretação em LIBRAS. Os debates ao vivo têm interpretação em LIBRAS e serão disponibilizados gratuitamente através do site, assim como o catálogo digital do festival com informações, sinopses dos filmes e programação completa.

Serão oferecidos cinco prêmios do júri e um do público, destinado ao filme escolhido nas três cidades. Os membros do júri são pessoas com deficiência, artistas e profissionais e, em cada edição, o júri cria novas categorias de prêmios, a fim de destacar as qualidades específicas dos filmes premiados. O troféu foi criado pela artista cega Virginia Vendramini. A direção geral do Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência é de Graciela Pozzobon. A realização é do Centro Cultural do Banco do Brasil, com patrocínio do Banco do Brasil através da Lei de Incentivo à Cultura, e produção da Cinema Falado Produções.

 

 

Para conferir a programação completa do Assim Vivemos 2021, acesse: www.assimvivemos.com.br

 

Para download de fotos dos filmes, acesse: https://drive.google.com/drive/folders/11Ttxdv27A4zYUqLLuc90U3TvOjKnuAAQ?usp=sharing

 

Para vinheta e cenas dos filmes, acesse:

https://drive.google.com/drive/folders/1fSyjYjFX1LjQppU8kX5NxxvPqGJi7T2g?usp=sharing

 

Para programação completa, acesse:

https://drive.google.com/drive/folders/1N6kuLjsixoddyYK1Ji-1Q1z2N0B2xger?usp=sharing

 

Para seguir nas redes:

Face: Festival Assim Vivemos e Insta: @festivalassimvivemos

 

Sobre o CCBB RJ

 

O Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro funciona de quarta a segunda (fecha terça), das 9h às 19h aos domingos, segundas e quartas e das 9h às 20h às quintas, sextas e sábados. A entrada do público é permitida apenas com agendamento online (eventim.com.br), o que possibilita manter um controle rígido da quantidade de pessoas no prédio. Ainda conta com fluxo único de circulação, medição de temperatura, uso obrigatório de máscara, disponibilização de álcool gel e sinalizadores no piso para o distanciamento. Nos teatros e cinemas a lotação está reduzida para 40%.

 

A partir de 15 de setembro, em atenção ao decreto nº 49335, o acesso ao CCBB só será permitido ao público que apresentar na entrada da instituição a comprovação de vacinação contra a COVID-19.

 

Sobre o Festival Assim Vivemos

Realizado desde 2003, o Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência, conta com o patrocínio do Centro Cultural Banco do Brasil. Evento bienal, promove a reflexão sobre temas como preconceito, invisibilidade social, mobilidade, afeto, superação, autonomia, inclusão e acessibilidade, trazendo para o Brasil o melhor da produção audiovisual mundial sobre o assunto.

 

Entre suas produções estão curtas, médias e longas metragens de diferentes nacionalidades que formam um mosaico diverso, abrangente e rico sobre as questões que envolvem as pessoas deficientes e consequentemente toda a sociedade. Em todas as sessões são disponibilizados recursos de acessibilidade como a audiodescrição e legendas LSE (para surdos e ensurdecidos) e interpretação de LIBRAS.

 

O Assim Vivemos já se consolidou como um importante espaço de reflexão, já que também promove debates e oficinas sobre temas levantados pelos filmes, onde pessoas com deficiência e profissionais de referência com e sem deficiência se encontram. Com curadoria delicada e cuidadosa, que busca dar o espaço de fala e o protagonismo para as pessoas com deficiência contarem suas histórias, o Festival Assim Vivemos se revela uma experiência que encanta e transforma todos os públicos.

 

Serviço

Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência

Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro – CCBB RJ

De 22 de setembro a 11 de outubro de 2021

De 22.09 a 4.10 – sessões presenciais

De 22.09 a 11.10 – sessões online de filmes relacionados aos debates e de filmes extras disponibilizados semanalmente

 

Rua Primeiro de Março, 66 – Centro, Rio de Janeiro

Horário: domingo, segunda-feira e quarta-feira, de 9h às 19h

Quinta-feira, sexta-feira e sábado, de 9h às 20h

Local: Cinema I, capacidade de 33 lugares por sessão.