Em SP, municípios que tenham Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência formado e ativo podem participar de programa “Cidade Acessível”

O Governador de São Paulo João Doria prestou, nesta terça-feira (21), uma homenagem aos atletas paralímpicos do estado de São Paulo que representaram o Brasil durante os Jogos Paralímpicos em Tóquio. Dória também realizou o lançamento do programa “Cidade Acessível”, que prevê parcerias entre as prefeituras e o Governo de SP, por meio das Secretarias de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência e de Desenvolvimento Regional, para aquisição de equipamentos e desenvolvimento de obras que promovam a inclusão e a acessibilidade. O Estado fará um investimento total de R﹩ 110 milhões no novo programa.
Durante a cerimônia, 130 atletas e técnicos da Delegação Paralímpica Brasileira receberam a Medalha de Homenagem Esportiva do Estado de São Paulo. A homenagem aconteceu no Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, comemorado nesta terça-feira (21).

Dos 259 atletas que fizeram parte da Delegação, 136 são nascidos ou vivem no Estado de São Paulo. Dos atletas paulistas, 48 garantiram medalhas para o Brasil, que ficou em 7º lugar no ranking mundial. Os bons resultados alcançados por eles contribuíram para que o país chegasse à marca de melhor campanha em toda a história dos Jogos Paralímpicos.

Cidade Acessível

O programa Cidade Acessível será desenvolvido por meio de parceria entre as secretarias de Direitos da Pessoa com Deficiência e de Desenvolvimento Regional. Ele prevê investimentos do Governo de SP nas áreas de esportes, lazer, infraestrutura, educação e acessibilidade, de forma que os municípios paulistas tornem-se mais inclusivos.

O programa vai levar equipamentos em diversas áreas para as cidades paulistas. “Essa é a primeira vez no país que um Governo investe de uma só vez para atender as pessoas com deficiência em diversas áreas”, destacou a Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Célia Leão.

Os recursos serão aplicados em novos projetos de academias adaptadas e na aquisição de equipamentos como cadeiras anfíbias para acesso de pessoas com deficiência ao mar, cadeiras de trilha adaptadas e kits de tecnologia assistivas para alunos com deficiência visual da rede regular de ensino.
O programa também prevê a realização de convênios entre a SDR e os municípios para serviços de acessibilidade e adequação de calçadas.
As prefeituras já podem aderir ao programa, de forma celebrar os convênios e receber os equipamentos. Como contrapartida, o município deve contar com Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência formado e ativo. A adesão pode ser feita por meio do link: https://forms.gle/tEm67wF3K7NTb1R2A .