Embraer e IGTI lançam curso gratuito na área de Tecnologia da Informação para Pessoas com Deficiência

A Embraer e o Instituto de Gestão em Tecnologia da Informação (IGTI) acabam de lançar um programa para pessoas com deficiência que queiram ingressar ou se especializar na área de tecnologia da informação (BI e Análise de Dados). Ao todo, são 300 bolsas de estudo 100% online e gratuitas. Além da qualificação profissional que aumenta as oportunidades no mercado de trabalho, cerca de 50 alunos serão selecionados ao término do curso para atuar de forma 100% remota em diversas áreas da fabricante brasileira de aeronaves. Podem se inscrever pessoas acima de 18 anos, de todo o Brasil, que tenham ensino médio completo. As inscrições estão abertas até o dia 10 de setembro, pelo site https://www.igti.com.br/bootcamp/embraer-socialtech .

O Bootcamp Social Tech Embraer tem o objetivo de desenvolver talentos de forma criativa e diversa e promover a inclusão de pessoas com deficiência no mercado. O curso dura dois meses e é dividido em 4 módulos e 148 horas/aula no total, num formato hands-on em que o aluno é protagonista da sua jornada educativa.

No curso intensivo, o aluno selecionado irá aprender a utilizar, na prática, a estatística e a mineração de dados para aplicação em projetos de Business Intelligence e implementar uma gestão orientada por indicadores e por dados, mesmo não sendo especialista em TI. Não é necessário conhecimento prévio e serão trabalhadas as principais ferramentas do mercado, como Tableau, Pentaho, Qlikview (Sense) e Power BI.

A Embraer busca com essa parceria a formação de pessoas com deficiência qualificadas em análise de dados para atuar profissionalmente, independentemente de classe social ou gênero. O bootcamp foi desenvolvido para oferecer todo suporte necessário aos alunos para que elas foquem exclusivamente no aprendizado.

“A demanda por profissionais qualificados na área de tecnologia é crescente no mercado de trabalho global, com excelentes oportunidades de carreira, mas que muitas vezes não estão ao alcance de grupos minorizados. Com o Social Tech, esperamos contribuir para eliminar essas barreiras sociais e econômicas”, disse Carlos Alberto Griner, vice-presidente de Pessoas, ESG e Comunicação da Embraer.

Já o CEO do IGTI, Vinicius Bozzi, reforça o compromisso da instituição em oferecer educação em TI de qualidade e acessível a todos. “Estamos muito felizes em oferecer essa formação gratuita em análise de dados, em parceria com a Embraer, para inclusão de Pessoas com Deficiência no mercado de trabalho de TI. Um dos passos para a inclusão é a criação de oportunidades e a qualificação. E a Embraer vai oferecer isso neste bootcamp que preparamos”, finaliza Bozzi.

Sobre o IGTI

Fundado em 2006, o Instituto de Gestão e Tecnologia da Informação (IGTI) é uma instituição de ensino superior à distância que tem como propósito oferecer a melhor educação em TI para todos. Oferece cursos e qualificações em diversas áreas, como Desenvolvimento de Software, Ciência de Dados, Inteligência Artificial, Transformação Digital, Blockchain e Segurança Cibernética, adotando um modelo educacional que oferece ampla interatividade entre alunos e professores e uma nova dimensão de qualidade aos cursos online. O IGTI é credenciado pelo Ministério da Educação (MEC) e foi eleito, pelo segundo ano consecutivo, TOP3 no ranking de empresas mais inovadoras no uso da TI no Brasil, na categoria Educação.

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer atua nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A Companhia projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer Serviços & Suporte a clientes no pós-venda.

Desde sua fundação, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.