Escola de Gente comemora o Dia do Teatro Acessível com espetáculo online, gratuito e acessível

No próximo domingo, dia 19, a ONG Escola de Gente – Comunicação em Inclusão vai promover a exibição da peça teatral “Ninguém mais vai ser bonzinho” com seu grupo “Os Inclusos e os Sisos – Teatro de Mobilização pela Diversidade”, criado em 2002 e premiado na ONU.
O objetivo é comemorar o Dia Nacional do Teatro Acessível, lei federal que surgiu de uma iniciativa da Escola de Gente, a campanha “Teatro Acessível. Arte, prazer e direitos, em 2013. A campanha deu origem à lei que foi aprovada em 2017 após quatro anos tramitando no parlamento. O grupo, com direção de Carol Godinho, se apresentará ao vivo e à distância, porque cada ator ou atriz está numa cidade do Brasil ou do mundo, às 19h, no YouTube da Escola de Gente (https://www.youtube.com/EscoladeGenteOficial).

O espetáculo é baseado no livro homônimo de Claudia Werneck, fundadora da Escola de Gente, e conta com três recursos de acessibilidade simultaneamente – língua de sinais brasileira (Libras), audiodescrição (AD), legendas. O texto, divertido e provocativo, é do próprio grupo adaptado a questões da pandemia e do online. Por exemplo, os filtros da internet viram figurinos. “Tanta acessibilidade simultânea só é possível de oferecer ao vivo porque o espetáculo acontece na tecnologia integrada criada pela Escola de Gente e premiada pela ONU como uma das 400 Melhores Práticas do Mundo, recentemente”, explica Claudia. Cada pessoa que participar do espetáculo e manifestar interesse no chat receberá um audiobook do livro infantil “Um amigo diferente?”, de Claudia, obra que é o símbolo do teatro acessível. A obra, recomendada pela Unesco e pelo Unicef, acaba de ganhar uma edição especial e será distribuída gratuitamente para pessoas, organizações da sociedade civil e instituições públicas

Os Inclusos e os Sisos – Teatro de Mobilização pela Diversidade

A Escola de Gente acredita na força criativa da juventude como aceleradora de mudanças. Por isso investe, desde 2003, no grupo “Os Inclusos e os Sisos – Teatro de Mobilização pela Diversidade”, projeto de arte e transformação social criado no ano de 2003 por iniciativa da atriz Tatá Werneck, que mobilizou demais estudantes de Artes Cênicas da Universidade do Estado do Rio (UniRio) para colocar o teatro, especialmente o humor, a serviço de temas como inclusão, diversidade e direitos. De forma lúdica e provocativa, já sensibilizou e mobilizou mais de 100 mil pessoas em 19 estados de todas as regiões do país por uma sociedade inclusiva. Em 2015, o grupo foi reconhecido pela ONU como uma das mais inovadoras experiências em direitos das pessoas com deficiência do mundo.

Sobre a Escola de Gente

Criada em 2002, pela jornalista e escritora Claudia Werneck, a ONG é referência nacional e internacional em inclusão e acessibilidade. Trabalha para transformar políticas públicas inclusivas em práticas cotidianas inclusivas, principalmente para quem tem deficiência e vive na pobreza. Já mobilizou diretamente para a prática da inclusão, no presencial e no virtual, cerca de 800 mil pessoas em mais de 200 municípios de 22 estados de todas as regiões do Brasil, além do Distrito Federal, e em 19 países das Américas, África, Europa e Oceania.

Serviço

Espetáculo “Ninguém mais vai ser bonzinho”

Dia: 19 de setembro

Horário: 19h

Ficha Técnica

Teatro acessível da Escola de Gente – Comunicação em Inclusão

Realização:

Escola de Gente – Comunicação em Inclusão

Grupo:

Os Inclusos e os Sisos – Teatro de Mobilização pela Diversidade

Espetáculo:

“Ninguém mais vai ser bonzinho”

Texto:

Os Inclusos e os Sisos – Teatro de Mobilização pela Diversidade

Direção:

Carol Godinho

Orientação do Grupo:

Diego Molina

Elenco:

Diogo Fujimura

Fabio Nunes

Fabíola Godoi

Leandro Lamas

Mariana Rebelo

Victor Albuquerque

Audiodescrição:

Nara Monteiro

Língua de Sinais:

JDL Traduções

Legendas:

Grupo Steno