Festival Paralímpico Loterias Caixa promove atividades para 7 mil crianças em 70 cidades brasileiras

Festival Paralímpico Loterias Caixa

O Festival Paralímpico Loterias Caixa, evento destinado a crianças de 8 a 17 anos, com e sem deficiência, chega à sua terceira edição neste sábado, 4, das 8h30 às 12h, em 70 cidades brasileiras. A expectativa é de que 7 mil jovens de todas as regiões do país participem das atividades.

O evento é organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) desde 2018, com exceção de 2020, quando foi suspenso por causa da pandemia. O objetivo do Festival é promover atividades físicas e brincadeiras lúdicas entre os participantes, a fim de iniciá-los no esporte de uma maneira assertiva e prazerosa, como explicou o diretor de Desenvolvimento Esportivo do CPB, Ramon Pereira.

“É uma ação lúdica para os jovens brincarem e entenderem como é prazeroso praticar esportes. Afinal, todas as crianças, independentemente das limitações, estarão lá pela diversão. Após o Festival, certamente, os jovens irão procurar clubes e associações para se manterem ativos”, disse Ramon.

Cada sede irá disponibilizar três modalidades adaptadas, como vôlei sentado, goalball, parabadminton, entre outras. Desta forma, todos os jovens poderão participar das atividades de forma efetiva e segura.

Na atual edição, a presença de crianças e adolescentes com deficiência intelectual deve ser recorde e a maioria entre os participantes do evento. Entre os inscritos para o evento, até o começo de novembro, cerca de 46% têm deficiência intelectual. Os participantes com deficiência física representam 16,2% das inscrições, enquanto com autismo correspondem a 10,7%.

Alguns medalhistas brasileiros nos Jogos Paralímpicos de Tóquio estarão presentes em algumas cidades que receberão o Festival, a exemplo de Cássio (futebol de 5), Gabriel Araújo (natação), Wallace dos Santos (atletismo), Petrúcio Ferreira (atletismo) entre outros.

O Festival Paralímpico Loterias Caixa também celebra o Dia Nacional do Atleta Paralímpico, comemorado em 22 de setembro. No entanto, por conta da pandemia de Covid-19, o evento foi adiado e acompanhará o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência (3 de dezembro).

 

Fonte: Assessoria de imprensa do Comitê Paralímpico Brasileiro