Fotografia Inclusiva

Imagens que falam tudo: profissional transformou a deficiência em um detalhe. A fotógrafa Ivna Sá estava acostumada com os cliques comuns, mas se permitiu mudar: deixou que as limitações físicas do outro modificassem seu olhar por trás das câmeras e a ótica pela qual captava a beleza. A deficiência passou a ser só um detalhe da foto. Ivna se especializou em trabalhar com famílias e mulheres.

“Percebi que o olhar da inclusão passa por tudo. As pessoas nunca estão satisfeitas consigo mesmas, e a fotografia abre nossos olhos para isso. Nos desperta para a importância de estar conectado ao outro”, detalha.

Em 2016 veio a modelo que trouxe o contato com aquilo que considera ser mais precioso por trás das limitações físicas: Pâmela Valentina, 25 anos. Ivna encontrou a delicadeza escondida por uma condição especial.

“A fotografia da Pâmela reforçou meu conceito de beleza e me fez ver o quanto o que proponho é inclusivo. Fotografando-a, incluo qualquer mulher, com todos os seus dramas e dificuldades de autoaceitação”, comenta. Pâmela pesa 25 quilos, decorrência de uma doença degenerativa.

Depois dessa experiência, os trabalhos se desenvolveram com esse olhar cada vez mais especial, o da inclusão, mas fazendo da deficiência um detalhe. A protagonista da foto é a beleza!

Font Resize