Guerra da Ucrânia: mulher cadeirante cria mutirão e ajuda a salvar outras pessoas com deficiência

A bela cadeirante ucraniana, Tanya Miroshnikova, reúne voluntários e angaria doações para fazer resgates de pessoas com deficiência durante a Guerra em seu país. Mais de 100 ucranianos estão na fila para receberem seu auxílio. São pessoas com deficiência que enfrentam dificuldades para escapar da guerra na Ucrânia, porque os abrigos antibombas não costumam ter recursos de acessibilidade – rampas e avisos em braile – e qualquer tentativa de fuga exige meios de transporte com estrutura adequada e/ou auxílio de motoristas voluntários.

Desde o começo do conflito, somos deixados para trás. Ninguém tenta melhorar as condições dos abrigos, ninguém tenta nos salvar, nos tirar daqui, nos ajudar de alguma forma”, afirma Tanya, de 31 anos que, desde a infância usa cadeira de rodas, em entrevista ao Portal G1.