Humanos começam a testar Vacina contra Alzheimer

Doença de Alzheimer atinge região do cérebro que fixa as informações novas

A vacina contra o Alzheimer começou a ser testada em seres humanos, divulgou a biofarmacêutica sueca Alzinova no começo de novembro. O primeiro paciente foi recrutado na Finlândia, local onde aconteceram os testes clínicos da vacina ALZ-101.

A vacina age especificamente sobre uma estrutura chamada de oligômeros beta-amilóide (cadeias de várias unidades da proteína), cujo acúmulo no cérebro leva ao Alzheimer.

Caracterizada pela deterioração de funções cognitivas, como a memória e o aprendizado, o Alzheimer é a forma mais comum de demência.

A investigação, que tem por objetivo avaliar a segurança e a tolerabilidade da vacina, conta com a participação de 26 voluntários diagnosticados no estágio inicial da doença.

O estudo investigará o uso de duas dosagens diferentes da vacina durante um período de 20 semanas.

Em nota, o laboratório informou que os testes serão realizados de forma randomizada e duplamente cega, ou seja, nem os participantes e nem a equipe técnica sabem quem tomou a vacina e quem tomou placebo. Durante a pesquisa, cada participante receberá quatro doses de ALZ-101 ou placebo.

Os dados principais para o estudo estão previstos para o segundo semestre de 2023.

Fonte: https://g1.globo.com/