I JORNADA DE ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA CONTRA MULHERES COM DEFICIÊNCIA

Um grupo de mais de 100 mulheres com deficiência, mães de pessoas com deficiência e mulheres que militam na área se reuniram na FNMD – Frente Nacional das Mulheres com Deficiência (FNMD).

O coletivo, formado por ativistas de todas as regiões do país, especialistas no tema e gestoras de longa data, tem como principal pauta o fim da violência contra mulheres com deficiência.

A falta de políticas públicas que garantam acessibilidade e proteção aumenta ainda mais a vulnerabilidade da mulher com deficiência, que pode se tornar refém do seu agressor.

Outra questão pouco discutida é a violência institucional. Recentemente, o diretor de uma clínica em Crato, no Ceará, foi preso por manter mais de 30 mulheres presas em celas, sofrendo violência sexual.

Para chamar atenção sobre o assunto, a FNMD vai participar de várias ações em novembro e dezembro, pelo Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra Mulheres (25/11) e o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência (3/12).

I JORNADA DE ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA CONTRA MULHERES COM DEFICIÊNCIA
(Programa preliminar)
Contato: Transmissão:
Facebook FrenteMulheresComDeficiencia
​​
1 – 22/11, segunda, 19h
Live de Abertura da Jornada
– Painel I
Abertura e apresentação da FNMD – Rosana Lago
Estrutura e funcionamento da Frente – Lisane Marques
A importância da FNMD para mulheres com deficiência
Participação: Suri, Agna, Kleudiane e Louize
– Painel II:
Relacionamento Abusivo, Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher com Deficiência – Mônica Kalile
​​O impacto da violência doméstica e familiar na vida da mulher com deficiência: a revitimização que a sociedade te impõe – Izabel Maior
2 – 23/11, terça, 14h
Audiência Pública na Câmara de Deputados – Comissão de Defesa de Direitos das Pessoas com Deficiência
– Rosana Lago Frente, Fundadora e Coordenadora da Frente Nacional de Mulheres com Deficiência – FNMD, e Vice-presidente do Comped Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência de Salvador
– Ewelin Canizares, Coordenadora da Frente Nacional de Mulheres com Deficiência, professora, analista ambiental e membra do Movimento Feminista de Mulheres com Deficiência Inclusivas
– Laureane Marília de Lima Costa, Pesquisadora, psicoterapeuta, atua com projetos de prevenção ao bullying, ao sexismo e ao heterossexismo para escolas
– Isadora Nascimento, Pesquisadora, Integrante do Movimento Vidas Negras com Deficiência Importam
– Adriana Dias, Pesquisadora das doenças raras e pessoas com deficiência – Associação Vida e Justiça em Apoio e Defesa das Vítimas de Covid-19
– Mariane Pinoti, Ex-secretaria de defesa dos direitos da Pessoa com Deficiência da cidade de São Paulo
Link para assistir a Audiência Pública sobre Violência contra Mulheres com deficiência na Câmara de Deputados
cd.leg.br/edemocracia_2487
3 – 25/11, quinta, 15h
Roda de Conversa sobre Violência contra Mulheres com Deficiência – UNFPA – Fundo de Populações das Nações Unidas
Adriana Dias – Pesquisadora das doenças raras e pessoas com deficiência – Associação Vida e Justiça em Apoio e Defesa das Vítimas de Covid-19
4 – 25, 26 e 29/11, quinta, sexta e segunda, 18:30h
Eu Me Protejo – educação para prevenção da violência na infância
Secretaria Municipal Extraordinária da Pessoa Com Deficiência (SEMEPED) e Secretaria Municipal de Educação (SEMED) da Prefeitura de São Luis/MA
Local: Escola de Gestão Pública Municipal, em São Luís, no Maranhão
Secretário Municipal da Pessoa com Deficiência, Dr Carlivan Braga
Secretária Adjunta de Educação de São Luís, Gusmaia Mousinho
Superintendente de Educação Inclusiva
Professor Alexandrey Melo
Coordenadora do Eu Me Protejo, Patrícia Almeida.

5 – 27/11, sábado,16h
Cine Debate
6 – 29/11, segunda, 16h
A Violência Sexual contra Mulheres com Deficiência – Prevenção e Acolhimento
Luanna Tomaz – Advogada e Doutora em Direito pela Universidade de Coimbra Coordenadora da Clínica de atenção às violências da UFPA
Mediadoras – Maristela Lugon e Gisele Costa – advogadas e coordenadoras da Frente Nacional das Mulheres com Deficiência
7 – 29/11, segunda, 19h
Violência Doméstica e familiar contra pessoas com deficiência. As medidas de enfrentamento e a falta de políticas públicas – Parceria com Na Pauta Online
Joelson Dias
Sabrina Veras
Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Ações Afirmativas – Prefeitura de Goiânia Representante da FNMD
8 – 30/11, segunda, 9h
A Atuação do Ministério Público, Delegacias de Polícia e Defensoria Pública no Combate à Violência contra Mulheres com Deficiência – Ministério Público, Defensoria Pública e Delegacia da Mulher do Ceará
– Noêmia Landim – defensora pública titular do Núcleo de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar da Defensoria Pública (Nudem)
– Manuela Lima da Costa – Delegada de Polícia Civil, Pós graduação em Direito e Processo Administrativo, Pós graduação em Inteligência em Segurança Pública
Atualm​​ente lotada como delegada adjunta da Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza
– Eneas Romero – Mestre em Direito e Estado pela Unb, graduado pela UFC, pesquisador e membro externo do CEDPAL (Centro de Estudos de Direito Penal e Processual Penal Latino-americano), professor universitário Promotor de Justiça na área de direitos humanos (saúde, proteção de idosos e deficientes). Coordenador do Centro de Apoio da saúde do MPCE, vice presidente da Ampid
9 – 30/11, terça, 19h
Políticas Públicas Afirmativas na Promoção de Direitos e Prevenção das Violências – Coletivo de Trabalhadores e Trabalhadoras com Deficiência da Central Única dos Trabalhadores – CUT
Anna Paula Feminella – Mediação
Germana Savoy
Maria Cleide – Coordenadora do coletivo de trabalhadores da CUT
Roseli Faria
10 – 1/12, quarta, 19h,
Políticas Públicas para Mulheres com Deficiência – Apresentação da Frente
Movimento Feminista de Mulheres com Deficiência – Inclusivass e Paradesporto RS
Ewelin e Germana
11 – 2/12, quinta, 19h
Podcast apresentação da Frente Nacional das Mulheres com Deficiência – Tuca Munhoz convida
12 – 3/12, sexta, 10h
Eu Me Protejo – Inclusão na Prática – Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência – Rio de Janeiro
13 – 3/12, sexta, 17h
Roda de Conversa: Marcas da violência – Comitê da Diversidade do Tribunal de Justiça do Acre
14 – 5/12, domingo (horário a confirmar)
Atividade Cultural
15 – 9/12, quinta (horário a confirmar)
Audiência pública Proteção das mulheres com deficiência e retrato pós pandemia –
Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados em conjunto com a Procuradoria Especial da Mulher do Senado Federal.[email protected]

EVENTOS DA I JORNADA DE ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA CONTRA MULHERES COM DEFICIÊNCIA

Lista de Membras