Lançado, em MG, time de futebol com pessoas com síndrome de Down e outras deficiências

Com o lema “ganhar é todo mundo participar”, o Projeto Futebol Inclusivo, para fomentar a prática de futebol e a criação do primeiro time com pessoas com síndrome de Down de Minas Gerais, será lançado nos dias 20 e 21 de novembro, pelo Instituto Mano Down – organização social de Belo Horizonte, MG.

O evento vai contar com a participação do técnico da seleção Brasileira de Futsal Down e dirigente da CBDI – Confederação Brasileira de Desportos para Deficientes, Cleiton Monteiro; do fundador da equipe Ponte Preta S21, Maurício Carvalho; de representantes do Instituto Galo, além de jogadores de futebol e outras representações esportivas e de instituições sociais.

Na programação do lançamento do projeto estão previstas diversas atividades, como palestra com técnico da seleção brasileira, jogo treino, – com o foco de fomentar o futsal Down e levar informações às famílias dos atletas iniciantes, comissão técnica e toda a sociedade. O evento conta com apoio e participação de representantes do Instituto Galo.

O projeto Futebol Inclusivo contempla pessoas com e sem deficiência, incluindo pessoas carentes, com idade entre 6 a 60 anos, e está sendo viabilizado por meio de projeto de lei de incentivo, com o apoio da Unilever Brasil e da SEDESE – Secretaria de Desenvolvimento Social de Minas Gerais.

De acordo com o presidente e fundador do Instituto Mano Down, Leonardo Gontijo, a iniciativa é pioneira em Minas Gerais e tem o objetivo de mostrar como o esporte, especialmente o futebol, pode ser uma importante ferramenta para a inclusão. “O futebol é um dos esportes mais populares do Brasil e contribui muito para o desenvolvimento físico e motor, compreensão do corpo, para a interação, socialização e inclusão. Queremos que todos, pessoas com e sem deficiência, possam participar e interagir, pois é só assim que a inclusão realmente acontece”, enfatiza.

Ainda de acordo com Leonardo Gontijo, eles querem formar o primeiro time de futsal Down para competir no Campeonato Brasileiro, uma vez que tem um regulamento específico. “Iniciamos em agosto e agora faremos o lançamento oficial com uma programação bem completa. Estamos formando os times, aprendendo e convidamos todos e todas para conhecerem e participarem”, explica.

Para o coordenador técnico do projeto e CEO da Escola de Futebol Cartola BH, Thiago Fernando dos Santos, o projeto é uma oportunidade de levar futebol para todos, acreditando sempre que cada aluno que se insere no projeto tem sua singularidade e tempo de aprendizado, e que sempre será parte de um todo cercado de carinho e gratidão, assim é a família Cartola BH.

Programação do evento

 

Local  – Centro de Futebol Cartola  BH – Av professor Mário Werneck 850, Estoril, Belo Horizonte – MG.

20/11

  • 13h – Chegada e Apresentações musicais Coral Voz Ativa – formado por educandos (pessoas com e sem deficiência) do Mano Down e show do Dudu do Cavaco.
  • 13h30 às 14 – Coletiva de Imprensa
  • 14h30 – Lançamento do projeto Futebol Inclusivo – Pontapé inicial, explicações dos objetivos e agradecimentos.
  • 15h – Treinamento e interação, no período da tarde,
  • 16h00 – Palestra Professor Cleiton Monteiro, técnico da seleção Brasileira de Futsal Down, dirigente da CBDI – Confederação Brasileira de Desportos para Deficientes Intelectuais e membro da FIFDS – Federação Internacional para Atletas de Futebol com Síndrome de Down.

21/11

  • 9h às 10 e 30 h – Jogo treino entre o Time Mano Down e atletas convidados
  • 10 e 30 ás 12 – Clínica com Professor Cleiton Monteiro

Conheça o Projeto Futebol Inclusivo

Idealizado e promovido pelo Instituto Mano Down, o Projeto Futebol Inclusivo vai promover a prática de futebol, visando propiciar a autonomia, inclusão e valorização através da prática do esporte.

As atividades serão oferecidas para pessoas com idade entre 6 e 60 anos, incluindo crianças e jovens com e sem deficiência.

No projeto Futebol Inclusivo, além de ensinar as regras do futebol, as oficinas serão focadas nas táticas, dribles, ataques e defesa baseado em 3 variáveis de treino: força, resistência e velocidade.

Serão trabalhados aspectos de desenvolvimento cognitivo e motor, tais como equilíbrio, flexibilidade, coordenação motora, postura. Além de questões essenciais para a inclusão, como a integração e a socialização.

As inscrições para o projeto são gratuitas e podem ser feitas através do site: https://manodown.com.br/lei-estadual-de-incentivo-ao-esporte-futebol-inclusivo

 

Sobre o Instituto Mano Down

O Instituto Mano Down é uma organização sem fins lucrativos, que desenvolve projetos e programas focados no desenvolvimento de potencialidades e na busca de autonomia das pessoas com síndrome de Down (T21).

Idealizado e criado por Leonardo Gontijo, o Instituto nasceu em 2011 do desejo de dar “vez e voz” para as pessoas com Down e de criar oportunidades para que elas possam ser reconhecidas por suas capacidades. A história surgiu do amor de Leonardo por seu irmão caçula, o Eduardo – também conhecido como Dudu do Cavaco – que tem a síndrome de Down.

Hoje são mais de 400 pessoas com síndrome de Down e outras deficiências intelectuais atendidas pelo Instituto e milhares de pessoas impactadas, direta ou indiretamente, pelas ações do Mano Down.

Realizado na Casa Modelo, atualmente localizada no bairro Alto Barroca, região Oeste de Belo Horizonte (MG), o trabalho do Instituto contempla todas as fases de vida da pessoa com deficiência – bebês, crianças, jovens, adultos e idosos.

As ações incluem:  acolhimento das famílias, intervenção precoce de saúde (fisioterapia, terapia ocupacional e fonoaudiologia), inclusão escolar, oficinas culturais e esportivas, mobilização para autonomia, inclusão no mercado de trabalho e envelhecimento saudável.

Para mais informações sobre o Instituto, acesse: www.manodown.com.br

 

Sobre o Cartola BH

Fundado em 2016 no bairro Buritis por Thiago Fernando dos Santos, através de um sonho de criança em ter uma escola de futebol, o cartola BH sempre teve seu lema como integração total e alegria sempre.

Com aulas sempre muito divertidas e muito bem elaboradas, foi crescendo e virou referência no bairro. Ao longo desses 6 anos viveu grandes emoções e desafios, sempre com otimismo e resiliência de dias melhores.

Hoje com sede própria conta com um ambiente completamente familiar e de muito carinho para todos que frequentam o espaço.

Buscamos através do esporte ensinar, educar e aprender sempre com todos que passam por lá.

Assim ao longo do tempo fomos ganhando força e formando nossos atletas/cidadãos do bem.

E temos como nosso lema: “O cuidar vai muito além do esporte”