Leandro Thums da Ortomobil

Um dos homens à frente da mais jovem fabricante de cadeiras de rodas do Brasil, ele fala com exclusividade sobre as dificuldades do início das atividades da empresa, dando continuidade assim, à série de entrevistas da Revista Reação com os proprietários e dirigentes das fábricas de cadeiras de rodas do nosso País.

O sócio-proprietário da Ortomobil Leandro Thums é casado com Valéria Cristina Loch e possui em seu curriculum, mais de 15 anos dedicados ao segmento de Tecnologia Assistiva. Ele é graduado em administração de empresas com MBA em Gestão Estratégica da Produção pela Universidade de Caxias do Sul/RS.

A empresa está situada no Bairro Alfândega, na cidade de Garibaldi/RS e além de cadeira de rodas, também atua na linha de acessibilidade e elevadores.

Na sequência das entrevistas exclusivas com os líderes das principais indústrias de cadeira de rodas brasileiras, Leandro Thums fala da empresa que está no mercado há mais de três anos.

 

Revista Reação – Como e quando começou seu envolvimento com a pessoa com deficiência ? Porque decidiu investir sua carreira nesse mercado ?

Leandro Thums – Desde jovem tive a oportunidade de trabalhar no segmento, onde desenvolvi o interesse não só em produzir produtos para PcD, mas sim de abraçar a causa e poder colaborar para a inclusão destas pessoas na sociedade. Foi com este propósito que concentrei meus estudos de forma que pudesse adquirir mais conhecimento para poder atuar na área. Mesmo que de forma indireta, sempre estive nos bastidores da fabricação dos produtos que eram apresentados ao mercado e a cada novo produto expedido sentia o orgulho em poder fazer parte da história e saber que estaria melhorando a qualidade de vida da pessoa que o usaria. Com o passar dos anos, algumas portas vão se fechando e outras vão se abrindo, e em uma dessas ocasiões, surgiu a possibilidade de seguir os próprios passos. Desta forma surgiu a Ortomobil.

RR – A Ortomobil iniciou suas atividades quando ? E onde começou esse trabalho ?

LT – A Ortomobil iniciou suas atividades em fevereiro de 2016 em Garibaldi/RS, com a missão de trazer novas tecnologias e soluções para os setores de mobilidade, acessibilidade e elevadores. Sua direção é composta por jovens empresários, mas que atuam a mais de 15 anos no segmento e não medem esforços para oferecer produtos de qualidade com segurança e que melhore a rotina e o cotidiano dos clientes.

 

RR – Quando efetivamente teve início as atividades com a produção de cadeira de rodas com a marca de qualidade Ortomobil ?

LT – Ainda no ano de 2016, a empresa iniciou a fabricação dos primeiros produtos na linha de cadeiras de rodas. Toda a linha de cadeiras de rodas Ortomobil segue um padrão de produção certificado pelos órgãos competentes, o que garante que o produto final tenha padrões superiores de qualidade e segurança.

 

 

RR –  Qual o primeiro lançamento da empresa ?

LT – Desde o início das atividades, trabalhamos em diversas frentes para oferecer ao mercado uma opção completa de produtos. Num primeiro momento, foram certificados e comercializados os modelos de cadeiras da Linha Higiênica modelos B4 e B20 e na sequência, as cadeiras da Linha Dobrável em X modelos MA3.

 

 

RR – Quantos e quais modelos são fabricados atualmente ? Só manuais ou tem também motorizadas ? Algum lançamento recente ?

LT – Fabricamos cadeiras de rodas com estrutura de aço e alumínio. Atualmente contamos com 4 linhas de cadeiras de rodas assim definidas: Linha Higiênica: modelos B4, B20, B4A, B20A e B Concha. Linha dobrável em X: modelos MA3 Mini, MA3F, MA3S, MA3E, MA3, MA3R e MA3FO. Linha Ativa Monobloco: modelo MB4 e Linha Postural: modelos TP e TPR. Nossos produtos possuem grande flexibilidade em combinação de medidas e cores. Também é possível vincular acessórios como opcionais aos modelos. Para o fim de 2019 está previsto o lançamento do modelo MB4 XTREME

 

RR – Estruturalmente como está dividida a Ortomobil ?

LT – Atualmente contamos com mais de 50 colaboradores entre diretos e indiretos que não medem esforços para que os produtos sigam os padrões de fabricação e qualidade Ortomobil. Além das linhas de cadeiras de rodas, oferecemos ao mercado produtos na linha de acessibilidade e elevadores. Buscamos sempre oferecer a nossa equipe comercial e ao mercado produtos de excelência, seguindo os padrões de segurança e qualidade os quais estamos certificados. Localizada no Rio Grande do Sul no município de Garibaldi, na Serra Gaúcha, em uma área fabril de aproximadamente 2.500 m², a Ortomobil conta com uma equipe multidisciplinar e que com muito empenho e dedicação busca produzir e comercializar produtos de referência, fato que tem feito com que a empresa venha numa crescente de mercado disponibilizando seus produtos em todo o território nacional. Nossa equipe comercial tem amplo conhecimento no segmento e procura adequar cada produto a necessidade do cliente.

 

 

RR – Qual a experiência de atender todas as exigências do INMETRO e ANVISA ? Para quem começa no mercado brasileiro, essas obrigatoriedades dificultam a abertura de novas fabricas ?

LT – Desde que a Ortomobil iniciou as atividades houve muito empenho da direção para adequar a empresa às exigências do INMETRO e da ANVISA. Toda nossa linha de cadeira de rodas segue os padrões de produção impostos pela legislação vigente, sendo que todos modelos comercializados estão de acordo com o INMETRO e ANVISA, o que nos dá credibilidade e principalmente a segurança que nossos clientes precisam. As obrigatoriedades dificultam a abertura de novas fábricas, porém são necessárias. O fato é que os processos são lentos, tem que haver muito empenho e persistência.

 

 

RR – Acha que existe alguma concorrência – principalmente de equipamentos importados – que prejudica o mercado brasileiro ?

LT –  Com certeza os produtos importados, em especial os que são oriundos do mercado asiático. Eles têm prejudicado os fabricantes nacionais. Muitos deles vêm com qualidade inferior aos modelos por nós oferecidos. Nós, como fabricantes nacionais, empregamos mão de obra local e buscamos estimular a economia em especial no mercado onde estamos inseridos, no entanto este fato não é levado em consideração pelos governantes para encontrar maneiras de limitar a vinda dos importados. É importante salientar que desde o início de suas atividades, a Ortomobil tem investido muito em tecnologia para oferecer produtos de ponta, para competir com qualquer concorrente e o resultado e aceitação de nossos clientes atestam o sucesso de nossos produtos.

 

 

RR – A Ortomobil nasceu num período econômico conturbado no Brasil.  Qual o momento mais delicado que enfrentaram ?

LT – Sim. Na contramão da crise que assolou o país nos últimos anos, onde muitas empresas enceraram suas dificuldades, nasceu a Ortomobil. Desde o primeiro momento enfrentamos muitas dificuldades, no entanto, não medimos esforços para superar todo e qualquer obstáculo. Somos uma empresa jovem, mas que desde a sua fundação tem buscado superar os desafios com muita parceria junto de nossos fornecedores, clientes e em especial junto de nossa equipe de colabores. E isso nos trouxe a maturidade para seguir adiante.

 

 

RR – Qual sua opinião sobre o sistema de compra do SUS e dos Governos ? Precisa de mudanças ?

LT – Acreditamos que o atendimento pelo SUS está bem estruturado e tem como grande atrativo os grandes volumes gerados. O ponto negativo é que a política de preços deve ser revista. A tabela aplicada em cadeiras de rodas está defasada. Nossa preocupação é oferecer produtos dentro dos padrões de conformidade e que ofereçam melhor qualidade de vida aos usuários. Mas para isso precisamos de um preço adequado a tal situação.

 

 

RR – Atualmente quais as maiores dificuldades enfrentadas por uma indústria de cadeiras de rodas no Brasil ?

LT – Todo e qualquer segmento passa em algum momento por dificuldades, e em cadeiras de rodas não é diferente. Precisamos constantemente estar investindo em tecnologia, treinamentos, controles para que possamos oferecer produtos diferenciados e que se destaquem frente a tantas opções que existem no mercado.

 

 

RR – Qual a avaliação sobre a evolução das cadeiras de rodas no Brasil ?

LT – Ao longo destes mais de 15 anos ligados ao segmento percebemos a evolução dos produtos. Quando projetamos nossas primeiras cadeiras levamos em consideração a exigência do consumidor em ter produtos de um aspecto visual agradável, mas que acima de tudo, sejam duráveis e que ofereçam o conforto necessário ao nosso cliente. Gradativamente temos conseguido ampliar nosso espaço no cenário nacional, o que demonstra que estamos no caminho certo.

 

 

RR – Como avalia a economia e o futuro do Brasil neste segmento de Tecnologia Assistiva ?

LT – Somos otimistas, o povo do Brasil é batalhador e juntos vamos superar esta crise. Temos muita riqueza em nosso país. É necessário administrar melhor os recursos públicos e fazer com que os mesmos sejam revertidos para o povo. Somos apenas uma parte desta engrenagem. Cada um deve fazer a sua parte !

 

 

RR – Quais os planos da Ortomobil para o futuro ?

LT – A Ortomobil é uma empresa jovem, com muita experiência para oferecer muito mais que produtos. Queremos é impactar na melhoria da qualidade de vida de nossos clientes ! Adotamos como slogan a seguinte frase: “A vida é feita de caminhos, nós percorremos eles com você”. Desta forma é que atuamos no presente e miramos o futuro, apoiados na inovação, na tecnologia e no valor do capital humano. Buscamos fortalecer nossa marca com muita dedicação na obstinação de entregar produtos confiáveis com durabilidade e qualidade reconhecidas. Em breve teremos novidades, não só para o segmento de cadeira de rodas. Aguardem !