Live aborda temática Plano Nacional de Vacinação e Pessoas com Deficiência

vacina

No final de março, Flavia Albaine e Viviane Landim se juntaram em uma live para discutirem o Plano Nacional de Vacinação em relação às pessoas com deficiência.

De um lado Albaine, criadora do projeto Juntos pela Inclusão Social, Defensora Pública de RO e membro integrante da Comissão de Pessoas com Deficiência e Comissão dos Direitos da Mulher da Associação Nacional de Defensoras e Defensores Públicos. Do outro, Landim, especialista em direito médico e da saúde e atuante exclusivamente na área para os autistas e pessoas com deficiência na saúde suplementar.

“Eu realizo lives semanais no meu perfil do Instagram e convidei a Flávia para participar, pois acompanho o trabalho frente à Defensoria há algum tempo e sou uma grande admiradora de seu trabalho. Resolvemos trazer um tema atual e ela propôs o plano nacional de imunização e PCDs, inclusive por ela ter expedido três recomendações para inserir as PCDs no grupo prioritário”, conta Viviane Landim.

Segundo a advogada, muitas pessoas com deficiência estão com dúvidas acerca do plano nacional de imunização, por isso, elas resolveram trazer a informação para o público que muitas vezes são considerados os invisíveis da sociedade devido às barreiras atitudinais e de acessibilidade.

“O ponto alto do bate-papo foram as recomendações 73 e 19 do Conselho Nacional de Saúde, a discussão da ADPF 756 no STF (Superior Tribunal Federal), que está sendo discutida sobre o plano”, sugere.

Repercussão positiva após a live

Para Viviane outro momento importante da live foi quando a Dra. Flávia trouxe os fatores sociais que demonstram que as PCDs são vulneráveis e devem estar no grupo prioritário, pois há um risco aumentado de contaminação diante das dificuldades.

“Isso como pessoas com deficiência físicas que utilizam cadeiras de rodas para se locomoverem e acabam colocando as mãos na rodas e estas tocam no chão; os autistas e pessoas com deficiência intelectual para usar máscaras devido às questões sensoriais; pessoas com deficiência auditiva que muitas vezes tocam as mãos no rosto para se comunicar e assim por diante”, exemplifica.

Diante do sucesso que foi a live ocorreu uma grande repercussão, onde diversas pessoas após live elogiaram, solicitaram as recomendações e o plano nacional de imunização.

“Estamos gratas que, de alguma maneira, estamos trazendo informação de qualidade para pessoas com deficiência, que não podem ser esquecidas por todos os níveis governamentais e pela sociedade”, salienta Landim.

De acordo com Flávia, as pessoas com deficiência têm lutado para a inclusão prioritária na vacinação contra a Covid-19.

“Há diversos argumentos que justificam tal inclusão, tanto no âmbito jurídico, no âmbito social, assim como no âmbito médico. Na live nós procuramos passar como está tal perspectiva na atualidade e em âmbito federal”, finaliza Albaine.

Quer conferir a live sobre o Plano Nacional de Vacinação?

Font Resize