Livro Branco da Tecnologia Assistiva !

Demorou mas nasceu. O Brasil precisa de firmes investimentos para que as coisas possam nascer mais rapidamente. Eu, Alex Garcia estou neste livro como “participante”. Foi gostoso ter colaborado e debati muito naquela ocasião.

Enfim, é um belo material.

No caso das Pessoas Surdocegas, claro, meus questionamentos seguem os mesmos com relação as Tecnologias: pouco temos e as que temos raramente chegam nas mãos dos Surdocegos, em especial pelo alto custo. Somos um grupo minoritário inserido numa constelação maior, e em tese, as Tecnologias aos grupos minoritários são muito caras.

Também questiono o quesito “desenvolvimento”. O que desejo dizer ?

As pessoas Surdocegas em sua grande maioria não tiveram acesso as Tecnologias mais simples, e hoje, muitos são levados a aceitar Tecnologias de ponta. Creio que os graves equívocos continuam a acontecer. O ideal para um Surdocego é não pular etapas em seu desenvolvimento. Iniciar com algo simples, concreto, e aos poucos ir caminhando ao mais complexo, ao mais abstrato.

Eu tentei defender isso no Livro Branco, mas como todos e todas sabem, às vezes ou muitas vezes minhas orientações são consideradas “fora de questão” pelos Governos, Organizações e pessoas. Tudo tranquilo, sigo firme com minhas convicções,  pois estas são nascentes de vivências fáticas.

Como Educador e Pessoa Surdocega mesmo sendo “excluído” irei sempre defender a tese do desenvolvimento firme, efetivo e este apenas acontece quando “caminhamos do concreto para o abstrato”. Passo a passo. Pular etapas é muito, muito temerário.

Dias após os debates em torno do Livro Branco eu escrevi um texto. Vale copiar este link na sua barra de navegação e ler: www.agapasm.com.br/midia041.asp

O Livro Branco da Tecnologia Assistiva, completo, está disponível na internet em PDF. Para encontra-lo, busque no Google assim: “Livro Branco da Tecnologia Assistiva”.

Forte abraço a todos e todas e até a próxima !