Ministro da Educação afirma que inclusão de crianças com deficiência ‘atrapalham’

Milton Ribeiro, Ministro da Educação

Na última semana, Milton Ribeiro, Ministro da Educação, afirmou em entrevista à TV Brasil que a inclusão de crianças com necessidades especiais “atrapalham” o aprendizado de alunos sem a mesma condição.

O Senador Romário usou as redes sociais para responder a declaração do Ministro da Educação.

“Inclusivismo, que é o inclusivismo? A criança com deficiência era colocada dentro de uma sala de alunos sem deficiência. Ela não aprendia. Ela atrapalhava o aprendizado dos outros porque a professora não tinha equipe, não tinha conhecimento para poder dar a ela atenção especial”, afirmou o Ministro da Educação.

Em seu Instagram, o Senador – que é pai da Ivy, uma criança com Síndrome de Down, chamou Milton Ribeiro de ‘completo idiota’ e ‘imbecil’.

“Somente uma pessoa privada de inteligência, aqueles que chamamos de imbecil, podem soltar uma frase como essa. Eles existem aos montes, mas não esperamos que estes ocupem o lugar de ministro da Educação de um país. A atividade de educar salva vidas, transforma pessoas e nações, impulsiona a economia, elimina barreiras e transforma o mundo em um lugar melhor. Homens e mulheres que ocupam posições de gestão pública devem trabalhar incansavelmente para que essa magia que a educação gera possa acontecer”, escreveu Romário.

Ainda consta na publicação que “para isso, eles não devem poupar recursos para derrubar barreiras permitindo que todos tenham acesso e possam participar plenamente da sociedade, sendo educados, de maneira plena, sem sofrer preconceitos por suas diferenças. A diversidade de alunos em sala de aula não atrapalha, porque ninguém que busque o conhecimento atrapalha. Pessoas com deficiência em sala de aula estão, com a sua presença, também contribuindo para uma importante lição, a de que somos diversos e que não podemos deixar ninguém para trás”, afirma Romário.

Já para Thaissa Alvarenga, Fundadora da ONG Nosso Olhar e do portal Chico e suas Marias “e com muita surpresa e indignação que ouvimos o depoimento do ministro da Educação, Milton Ribeiro, que declarou que crianças com deficiência atrapalham o aprendizado das outras. O ministro, pela relevância do cargo que ocupa, deveria levantar a bandeira da inclusão. E faz exatamente o contrário. Isso é um retrocesso. A educação inclusiva é o caminho que constrói uma sociedade mais justa. Eu sou mãe de três. Chico, meu filho mais velho, que tem sete anos, nasceu com síndrome de Down. O meu dia a dia é de inclusão. Eu acredito nisso e sou exemplo. Meus filhos vão se tornar pessoas empáticas e respeitar o outro”.

Para ela, “só a convivência com as diferenças e a empatia podem levar aprendizado a todos. A sociedade precisa buscar alternativas para que a real inclusão aconteça. A fala do ministro não nos representa. Não representa o futuro que estamos construindo. Não podemos permitir isso. A nossa luta continua”.