Mobility & Show São Paulo recebe quase 8 mil visitantes no Campo de Marte e se consagra como melhor evento do setor

Sucesso de público e inovações, a 4ª edição da Mobility & Show de São Paulo/SP em 2018, aconteceu nos dias 21, 22 e 23 de setembro, no Campo de Marte, no bairro de Santana, na zona norte da capital paulista. A feira, realizada desde 2015 e especializada em oferecer veículos com isenção de impostos, serviços e equipamentos para pessoas com deficiência, vem crescendo ano a ano e já se consagrou como o maior evento automotivo da América Latina para pessoas com deficiência e familiares, além de apresentar novidades, produtos e serviços em Tecnologia Assistiva, atingindo não só a pessoa com deficiência e seus familiares, mas também idosos e pessoas com qualquer dificuldade de locomoção ou mobilidade reduzida.

Em 2018, a Mobility SP recebeu 7.663 visitantes que realizaram 2.652 test-drives. No total, 14 marcas de automóveis participaram da Mobility 2018. Além disto, mais de 12 despachantes e empresas de isenção ofereceram seus serviços para que os visitantes que tenham o direito ao benefício, pudessem comprar seus carros 0Km com  isenção de impostos.

Outros destaques foram os expositores que mostraram veículos com vários tipos de adaptações – tanto para o condutor como também para que pessoas com deficiência pudessem ser transportadas – como a Cavenaghi, La Macchina e a Italmobility; e houve também parceria com empresas de diversos setores da economia que ofereceram mais de mil vagas de emprego para o público PcD, com o intuito de atender à Lei das Cotas e dar oportunidades no mercado de trabalho. Isso também pôde ser feito principalmente, através da participação da Catho como expositora, além das próprias montadoras de veículos que estavam disponibilizando vagas, como a Caoa Chery, por exemplo.

“Eu gostaria de parabenizar esta feira que vem crescendo a cada ano. Para quem tem deficiência, a mobilidade é o que mais importa no direito de ir e vir. É importante que tenhamos carros modernos e adaptados, que ajudem as pessoas a se locomover”, disse Marinalva Cruz, secretária adjunta da Secretaria da Pessoa com Deficiência da Prefeitura de São Paulo.

A abertura da feira contou com a presença do padrinho vitalício do evento, o radialista Osmar Santos; o campeão paralímpico de Natação pelo Brasil, Clodoaldo Silva; do chefe da coordenadoria de apoio à pessoa com deficiência do governo de Minas Gerais, Eustáquio de Oliveira, o jornalista e apresentador Roberto Rios, o advogado Ronilson Silva representando a Abridef e o despachante Itamar Garcia representando os expositores, entre outras autoridades e lideranças do setor que prestigiaram o evento. O ex-radialista Osmar Santos, cadeirante, expôs seus quadros na feira. Osmar sofreu um acidente em 1994 que comprometeu sua mobilidade e desde então se dedica à pintura com muito sucesso.

“A informação é fundamental para conscientizar a sociedade sobre a mobilidade das pessoas com deficiência. Por isto estou aqui em São Paulo e espero vocês para a Mobility & Show em Minas Gerais em novembro”, disse Eustáquio de Oliveira.

A Mobility & Show de São Paulo – a “feira mãe” como é chamada pelos organizadores – teve diversas atrações, como: um simulador 5 D; óculos que leem textos e reconhecem rostos para pessoas com deficiência visual ou baixa visão; pistas de test-drives com carros adaptados; palestras, esportes, show e bastante informação. “A nossa proposta era ter um evento completo com atrações, serviços, oportunidades e tecnologia para oferecer melhor qualidade de vida para as pessoas com deficiências. Os objetivos foram plenamente alcançados por nós da organização, pelos visitantes e pelos expositores”, disse Rodrigo Rosso, organizador e promotor da Mobility & Show, editor-chefe da Revista Reação e presidente da Associação Brasileira da Indústria, Comércio e Serviços de Tecnologia Assistiva (ABRIDEF).

A Cavenaghi, maior adaptadora de automóveis e equipamentos para pessoas com deficiência do Brasil, mostrou na Mobility de 2018 o Pegasus, que permite que o cadeirante entre com a cadeira de rodas motorizada no próprio carro adaptado e saia dirigindo. “A adaptação do Pegasus leva até quatro meses. Fazemos o rebaixamento do piso, instalamos um sistema para o travamento da cadeira de rodas motorizada, que por sua vez é antes adaptada. Instalamos um banco automotivo na cadeira. As portas do carro são automatizadas, assim como a rampa por onde entra o cadeirante”, informou Débora Jacinto, gerente comercial da área automotiva da Cavenaghi.

Segundo ela, a Cavenaghi realiza em média entre 200 e 300 adaptações de automóveis por mês, desde a mais simples até as mais complexas. A oficina central da Cavenaghi fica na capital paulista, mas a empresa possui uma filial no Rio de Janeiro. “Estamos com 35 representantes comerciais em vários estados e regiões do Brasil. Aceitamos carros de qualquer lugar”, comentou. O Pegasus é feito usando como base o Ford Ecosport.

Entre as montadoras que participaram da Mobility, a Toyota mostrou sua versão já adaptada para pessoas com deficiência do Yaris; a Volvo apresentou o SUV XC 40; a Caoa Chery mostrou o Tiggo 2. A Mercedes-Benz, BMW, Nissan, Volkswagen, General Motors, Fiat, Jeep, Ford, Honda, Peugeot, Citroën e, entre outras marcas, levaram e venderam muitos carros durante feira. “Como em todos os anos, muitos negócios são fechados durante o evento e principalmente, após a Mobility, depois que a documentação iniciada durante a mostra através do atendimento dos despachantes, acaba ficando pronta para que os visitantes possam dar entrada nos seus pedidos dos automóveis… é muito gratificante ver a satisfação de todos os expositores com negócios fechados e outros em andamento, realizados na Mobility, e isso vai desde a documentação, o carro 0Km, até adaptações, vendas de cadeiras de rodas e equipamentos de vários tipos e para as mais diversas funções que melhoram a qualidade de vida dos visitantes. Essa simplicidade e objetividade que fazem da Mobility um verdadeiro Show a cada ano e sempre com resultados verdadeiros”, afirma Rosso.

A autoescola Javarotti, responsável pela equipe de instrutores do test-drive da feira, trouxe ao evento para chamar a atenção em seu estande, uma versão luxuosa do Ford Mustang 2018, que a montadora americana voltou a importar dos Estados Unidos para o Brasil neste ano.

Outra novidade no evento foi a presença da Droga Raia, num estande onde especialistas de beleza e profissionais de saúde atenderam o público visitante com várias atividades. A Linhamove também foi um dos destaques, com seu estande sempre cheio de pessoas experimentando sua linha completa de cadeiras de rodas. Os óculos especiais da ORCAM MyEyes atraíram a atenção de toda imprensa paulista e dos visitantes, dando a oportunidade para pessoas cegas e com baixa visão reconhecerem rostos ou ler um livro. Outro expositor que também chama muita atenção todos os anos é a Kit Livre, com os equipamentos que podem ser acoplados à uma cadeira de rodas comum, motorizando a cadeira e transformando-a num triciclo. Este ano, a novidade ficou por conta da pista de radcross montada pela equipe da Kit Livre, onde visitantes puderam ter uma experiência radical com os equipamentos.

Esse ano, cinco autoescolas especializadas atenderam ao público visitante informando sobre CNH especial, foram elas: Javarotti, DF, Pinheirense, Forte e Guedes. Duas clínicas credenciadas do Detran colocaram equipes médicas à disposição para o atendimento gratuito ao público para avaliação da mobilidade, foram: a Clínica PcD e a Segunda Geração. Além dos vários despachantes e empresas de isenção que compunham a “Ilha das Isenções”.

Pela primeira vez na Mobility & Show, a livraria Queen Books, com títulos especializados voltados a vários temas ligados à inclusão, reabilitação, mobilidade, deficiências, educação e muito mais, esteve presente com uma loja montada dentro do evento. A praça de alimentação com mais de 10 food-trucks também sempre é bastante frequentada e já se tornou uma tradição na Mobility SP com uma grande variedade de delícias. Assim como a pista infantil de educação no trânsito, apresentada pela equipe da autoescola Capra, do Guarujá/SP. Uma quadra esportiva foi montada e recebeu dentre outras atrações, a partida de futebol de salão – Síndrome de Down – entre Corinthians x Santos, com presença da torcida corinthiana Camisa 12. O timão venceu o peixe por 7×4. O auditório recebeu um evento nacional organizado pela Biomob, com palestras e workshops sobre diversos temas importantes relativos à deficiência.

“Este ano notamos uma coisa diferente dos outros anos… a feira tem 3 dias e muitos dos visitantes foram à Mobility SP mais de um dia apenas. Alguns retornaram 2 ou participaram até dos 3 dias, fazendo com que tivéssemos uma movimentação enorme pelos corredores todos os dias da mostra. Sinal que estão encontrando o que procuram e o ambiente está cada vez mais agradável e isso é muito importante”, comentou Rodrigo Rosso, que evidenciou o fato de a cada ano a feira receber mais visitantes de outros estados brasileiros. O estacionamento e a entrada como sempre em São Paulo foram gratuitos. O transporte gratuito dos visitante feito durante todo o evento – da estação Metrô Portuguesa/Tietê até o Campo de Marte (ida e volta) – foi feito mais uma vez pelas vans adaptadas da Azul Locadora e do Projeto Atende.

A Mobility & Show 2019 já está programada para acontecer em setembro do ano que vem e trará mais uma vez, novidades em sua disposição de planta, atrações e novos expositores, garante a organização. A mostra, que além de São Paulo/SP percorre outras capitais do País, acontecerá ainda este ano em Belo Horizonte/MG em final de novembro. Mais informações: www.mobiltyshow.com.br ou pelo telefone: 0800-772-6612.