Movimento Pestalozziano no Brasil comemora 95 anos com homenagens e inauguração de Centro Histórico

PESTALOZZI
O Movimento Pestalozziano, instituição criada há 98 anos para a defesa dos direitos da pessoa com deficiência, realiza em outubro, mês de aniversário, uma série de eventos e homenagens às pessoas relevantes à causa; e inaugura o Centro Histórico Sarah Couto César, em Brasília.
Como parte das comemorações, a instituição concedeu nesta semana, na nova sede da Fenopestalozzi, o Colar do Mérito Johann Heinrich Pestalozzi ao deputado federal Otávio Leite,  por ações em defesa do Movimento Pestalozziano no Brasil.
“Quero destacar a atuação das instituições que atuam na ponta, assistindo, acolhendo e oferecendo oportunidades para crianças, jovens e adultos com deficiência. Essas instituições se organizam em federações, que trabalham para fortalecer a base, em cada parte do nosso país. Sou fã do trabalho delas, fundamental para que pessoas com deficiência tenham mais possibilidades de acolhimento e de um futuro melhor”,  destacou Otavio Leite, ao agradecer a homenagem.
A representante da Fenapestalozzi, a jornalista Jaqueline Chaves, ressaltou a importância da atuação de representantes da sociedade em favor do Movimento Pestalozziano no Brasil: “Ter esse apoio político tão de perto é muito importante para a Federação. Pois sabemos que podemos contar com um representante, que está na linha de frente no Parlamento, lutando pelos Direitos da Pessoa com deficiência. O Deputado Otávio Leite é para a Fenapestalozzi um braço forte de apoio e parceria. Essa homenagem foi apenas uma pequena demonstração da nossa gratidão por tudo o que temos conquistado juntos.”
A Fenapertalozzi tem como missão representar o Movimento Pestalozziano perante os órgãos nacionais e internacionais para o desenvolvimento de programas, projetos, serviços e ações de defesa e garantia de direitos destinados às pessoas com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e funcionais, pessoas com altas habilidades/superdotação e seus familiares, na perspectiva de sua plena inclusão social.
A Federação vai inaugurar o Centro Histórico Sarah Couto César,  na sede, em Brasília, para promover exposições relacionadas ao movimento. O acervo conta com documentos e livros da época em que a Federação foi criada.
No mês de aniversário, ainda serão realizadas outras ações voltadas para o Movimento Pestalozziano e para o público externo, com conteúdo nas redes sociais e eventos online.