Muito a comemorar no Brasil !

A Nissan Motor Company foi fundada em 1933 no Japão e é uma das maiores fabricantes de veículos do mundo, com mais de 40 fábricas espalhadas ao redor do globo, produzindo dezenas de modelos globais. A empresa conta com mais de 6 mil concessionárias da marca e se estabeleceu no Brasil em 2000, operando hoje com mais de 180 concessionárias em todos os estados do País, além de contar com mais de 2.500 funcionários.

            Sua trajetória no Brasil, desde o início, é de crescimento, expansão e fortalecimento. A marca em 2014 investiu R$ 2,6 bilhões na construção de seu Complexo Industrial próprio em Resende, no estado do Rio de Janeiro. Esta unidade industrial foi inaugurada em abril daquele mesmo ano e tem a capacidade de produzir anualmente 200 mil carros e 200 mil motores. Lá a fábrica produz os modelos: March, Versa e Kicks, além dos motores Flexfuel 1.0 12V e 1.6 16V. A linha de vendas no Brasil é complementada ainda pela picape Frontier, fabricada em Córdoba, na Argentina, pelo sedã Sentra e pelo novo LEAF, o veículo 100% elétrico e com zero emissões mais vendido no mundo.

            No ano de 2019 o Brasil foi incluído na Rota da Eletrificação com o lançamento do Nissan LEAF, em julho, quando a empresa anunciou oficialmente as vendas da segunda geração do seu modelo 100 % elétrico. O veículo é ícone da Nissan Intelligent Mobility, a visão da marca para transformar a maneira como os carros são conduzidos, impulsionados e integrados à sociedade. Além da comercialização do Leaf, a Nissan vem firmando acordos e parcerias que buscam incentivar as pesquisas e o desenvolvimento do ciclo de vida completo do veículo elétrico no Brasil, com foco na mobilidade elétrica. Várias já ocorreram e a mais recente delas, assinada no dia 25 de novembro, foi com o IPEN – Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares – para expandir a autonomia dos EV – Eletric Vehicles por meio do uso do etanol. Essas parcerias fazem parte de uma estratégia de desenvolvimento tecnológico de cada um de seus mercados. No início do ano a fabricante já havia assinado acordos com o Parque Tecnológico de Itaipu (PTI) e o Instituto de Tecnologia Aplicada e Inovação (ITAI), cujo foco é o desenvolvimento nacional de carregadores bidirecionais para veículos elétricos. Outro acordo foi celebrado com a Unicamp para estudar as tendências e o uso do bioetanol. A empresa japonesa vem construindo estas parcerias desde o ano passado, quando firmou um acordo com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), para estudar soluções para o futuro das baterias usadas de veículos elétricos.

            Houve mais alguns marcos para a Nissan no Brasil. Além do anúncio das vendas oficiais do Nissan LEAF no país, em meados do ano, o Nissan Kicks atingiu a marca de 100 mil unidades fabricadas no Complexo Industrial de Resende/RJ. Ao longo dos cinco anos de operação e com apenas três anos do projeto de exportação, a fábrica da Nissan atingiu outra marca importante de produção, pois em 2019, foram 50 mil carros produzidos para o mercado latino-americano. O Kicks, Crossover urbano que teve o seu design projetado e estudado para atender aos desejos dos brasileiros ficou entre os três modelos mais vendidos do segmento e foi o mais vendido da marca em 2019.

            Em relação ao segmento PcD, até o momento a montadora japonesa registrou crescimento de 30 % nas vendas em comparação com o ano de 2018. “Ainda esse ano, a Nissan participou de todas as edições da Mobility & Show em todo o país, começando por São Paulo/SP, Ribeirão Preto/SP e São José dos Campos/SP, encerrando em Goiânia/GO, onde a feira aconteceu pela primeira vez em novembro”, explica Alex Ferguson, diretor de vendas diretas da Nissan e porta-voz da marca para a área.

            Para além da comercialização, no setor de comunicação, a Nissan obteve conquistas na internet, no concorrido e disputado espaço das redes sociais. A Nissan do Brasil foi a primeira montadora do Brasil a alcançar a marca de 1 milhão de inscritos em seu canal oficial no YouTube, maior rede social do Brasil e segunda maior do mundo. “São números expressivos e que reforçam o engajamento da Nissan em oferecer ao público o melhor da tecnologia e da inovação japonesa”, completa Alex.

            Em 2020 a Nissan terá o lançamento do Novo Versa, que chegará ao país no segundo trimestre, reforçando ainda mais a posição de destaque e importância estratégica do mercado brasileiro para a Nissan Global. “Acreditamos que o Novo Versa será um sucesso no Brasil, reforçando a nossa linha de veículos no país, que continuará também contando com o modelo atual, muito procurado pelos clientes brasileiros”, avalia Alex.

            A Nissan acredita que as tendências para o próximo ano e os demais serão focadas em transformar a condução dos automóveis. “Para isso, seguiremos o caminho da eletrificação, crescendo e acompanhando o ritmo do mercado. A empresa japonesa seguirá comprometida em trilhar o caminho da mobilidade inteligente no Brasil e no mundo, buscando oferecer as mais avançadas tecnologias e torná-las cada vez mais acessíveis aos consumidores”, finaliza Alex, que indica que será preciso um forte apoio nas políticas fiscais que favoreçam o pluralismo da utilização dos carros elétricos, promovendo uma sociedade cada vez mais sustentável e livre de emissões.