Natação paralímpica levará maior número de jovens entre toda a delegação brasileira que irá aos Jogos de Tóquio 2020

Natação paralímpica

A natação paralímpica brasileira é a modalidade que concentra o maior número de atletas jovens da delegação brasileira nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020. Ao todo, 12 nadadores têm até 23 anos. O atleta mais jovem da missão brasileira, João Pedro Brutos (18), também compete pela natação.

Dentre os 12 jovens nadadores, dez são estreantes em Jogos Paralímpicos. As exceções são Cecília Araújo (S8) e Beatriz Carneiro (S14) que participaram dos Jogos Rio 2016.

A natação é uma das modalidades administradas pelo CPB, que também atua como confederação de atletismo, halterofilismo e tiro esportivo, e desde 2017, a comissão técnica modificou o formato da Seleção de jovens para oportunizar mais fases de treinamento e acompanhamento para os atletas.

“A partir do Planejamento Estratégico do CPB, nós montamos o planejamento da natação. Dividimos a Seleção de Jovens de acordo com a idade e também com o nível técnico. A comissão técnica da natação participava ativamente das atividades do Camping Escolar. Os atletas do Camping que se mantinham ou se destacavam em competições nacionais, sem ser nas Paralimpíadas Escolares, eram convocados para a Seleção sub-18, como Gabriel Geraldo. Depois temos a Seleção sub-20, que além das fases de treinamento e acompanhamento, eles participavam de competições internacionais para ganhar experiência”, explica Leonardo Tomasello, técnico-chefe da Seleção Brasileira.

O mineiro Gabriel Geraldo (S2) é um dos estreantes em Jogos que participou da Seleção sub-20. Nos Jogos Parapan-Americanos de Lima 2019, Gabriel fez sua estreia em competições internacionais e conquistou quatro medalhas, sendo duas de ouro nos 50m e 100m livres e duas de bronze nos 50m costas e 50m borboleta.

Trinta e seis nadadores paralímpicos representarão o Brasil na piscina do Centro Aquático de Tóquio entre 25 de agosto e 3 de setembro. A modalidade é a segunda maior no quantitativo de representantes e no número de medalhas conquistas ao longo da história brasileira nos Jogos Paralímpicos, com 102.

Os nadadores se concentrarão no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, a partir deste sábado, 31 de julho. O embarque para o Japão será na madrugada do dia 5 de agosto com destino a cidade de Hamamatsu para a aclimatação.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro