Nesta terça-feira, 3, começa o II Encontro Um Novo Olhar de Arte/Educação + Acessibilidade

Com um foco na formação, na arte/educação numa perspectiva acessível inclusiva, o II Encontro Um Novo Olhar de Arte/Educação+Acessibilidade acontece entre os dias 3 e 5 de agosto de 2021, como parte da programação do Festival Arte de Toda Gente.

Em formato de lives, suas mesas apresentarão um contexto da Arte/Educação inclusiva no Brasil por meio de discussões sobre educação formal, não formal e informal e abordarão, também, a questão do decolonialismo na perspectiva da acessibilidade. O projeto Um Novo Olhar é uma parceria da Fundação Nacional de Artes – Funarte com a Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, com curadoria de usa Escola de Música.

Destinado a professores, arte/educadores, estudantes, pesquisadores e profissionais de acessibilidade e aos demais interessados nos temas discutidos, o evento terá como convidados formadores, artistas e especialistas que têm atuado na promoção da cultura acessível, em diferentes regiões e instituições brasileiras, trazendo experiências, sotaques e perspectivas diferenciadas sobre o assunto. Todas as mesas transmitidas publicamente pelo canal Arte de Toda Gente no YouTube e, para assitir, as inscrições (através do site www.umnovoolhar.art.br) não são obrigatórias – elas garantem, no entanto, a emissão de certificado para os que assistirem ao mínimo de quatro lives.

Confira a seguir a programação do evento:

Dia 03/08 (terça-feira)

18h às 18h15 – Mesa abertura institucional

Palestrantes: Marcelo Jardim (UFRJ), Patrícia Dorneles (UFRJ), Robson Xavier (UFPB).

18h15 às 20h45 – Mesa de Abertura: nascentes plurais e decoloniais acessíveis na arte brasileira

Resumo: tratará do protagonismo dos artistas com deficiências para a acessibilidade cultural no Brasil, abordando questões étnicas e decoloniais e problematizando a presença dos corpos não-normativos na arte e educação brasileiras.

Palestrantes:

Marcelo Zig – Quilombo PcD – Artivista negro antirracista e anticapacitista e pessoa com deficiência (Salvador – BA)

Fábio Passos – Doutor em Filosofia e Artista Visual, UFPI (Teresina – PI)

Estela Lapponi – Performer e videoartista, criadora do conceito Corpo Intruso (São Paulo–SP)

Mediador: Robson Xavier – UFPB (João Pessoa – PB)

Mestre de Cerimônia: Patrícia Dorneles – UFRJ (Rio de Janeiro – RJ)

Dia 04/08 (quarta-feira)

10h às 12h:30 – Mesa Virtual 1: fluxos da arte/educação e acessibilidade na educação básica brasileira – educação formal (escola)

Resumo: o objetivo é dialogar sobre a acessibilidade cultural e o ensino da arte na educação básica brasileira, a partir do diálogo entre docentes/investigadoras que tem contribuído para a ampliação da arte/educação inclusiva na educação formal.

Palestrantes:

Roberta Pucetti – Professora pesquisadora na área de formação docente, ensino de arte e inclusão da UEL. Presidente da FAEB (Londrina – PR)

Ana Luiza Ruschel Nunes – UEPG (Ponta Grossa – RS)

Viviane Louro – UFPE (Recife – PE)

Mediadora: Lúcia Reily – Unicamp (Campinas – SP)

Mestre de Cerimônia: Robson Xavier – UFPB (João Pessoa – PB)

14h às 16h:30 – Mesa Virtual 2: mergulho na arte/educação acessível em contextos não formais (instituições culturais e sociais)

Resumo: o objetivo é debater a acessibilidade cultural em espaços não formais de educação, abrangendo as fundações/centros de apoio à pessoa com deficiência, museus, centros culturais e o artivismo na cena da arte contemporânea.

Palestrantes:

Getúlio Martins – Fundação Centro Integrado de Apoio à Pessoa com Deficiência – FUNAD (João Pessoa – PB)

Daniel Moraes – Artista e pesquisador no campo das artes visuais (São Paulo SP – Lisboa PT)

Rubens Gripp – Diretor Geral do Instituto Teatro Novo (Niterói – RJ)

Mediadora: Viviane Sarraf – Pós Doutora em Museologia, Especialista em acessibilidade em museus, Consultora da Museus Acessíveis, Pesquisadora Colaboradora e Professora do Programa de Pós Graduação em Culturas e Identidades Brasileiras do IEB-USP. (São Paulo – SP)

Mestre de Cerimônia: Patrícia Dorneles

Dia 05/08 (quinta-feira)

10h às 12h:30 – Mesa Virtual 3: confluências da formação em arte e acessibilidade na Educação Superior

Resumo: Diálogo sobre a acessibilidade nos espaços de formação nos cursos de licenciaturas em artes e conta com a participação de docentes/investigadores da área de Artes (Artes Visuais, Dança e Teatro) de universidades públicas brasileiras.

Palestrantes:

Fábio Rodrigues – curador/pesquisador da arte LGBTQIA+, URCA (Juazeiro do Norte – CE)

Jefferson Fernandes Alves – docente/Investigador do Teatro, UFRN (Natal – RN)

Edu O – artista e Professor da Escola de Dança da UFBA (Salvador – BA)

Mediadora: Virgínia Kastrup – UFRJ (Rio de Janeiro – RJ)

Mestre de Cerimônia: Robson Xavier UFPB (João Pessoa – PB)

14h às 16h30 – Mesa Virtual 4: águas que se mesclam: acessibilidade na arte contemporânea e nas redes sociais (artistas e influencers)

Resumo: aborda as possibilidades e barreiras para a acessibilidade cultural nas redes sociais a partir de experiências de mulheres que atuam como influencers, abordando conteúdos relativos ao tema e seu impacto no cotidiano das pessoas com deficiências.

Palestrantes:

Leandra Migotto – poeta, escritora, editora, jornalista e influencer (São Paulo – SP)

Sara Nina – artista, professora, pesquisadora e influencer (São Paulo – SP)

Patrícia Dorneles – coordenadora das ações de acessibilidade do projeto Um Novo Olhar e co-organizadora do Encontro Um Novo Olhar de Arte/Educação + Acessibilidade (Rio de Janeiro – RJ)

Robson Xavier – coordenador do curso Artes Visuais + Educação + Acessibilidade + Decolonialismo e co-organizador do Encontro Um Novo Olhar de Arte/Educação + Acessibilidade (João Pessoa – PB)

O projeto Um Novo Olhar

O objetivo do projeto Um Novo Olhar é promover a acessibilidade e a inclusão de crianças, jovens e adultos com algum tipo de deficiência, por meio das artes e da capacitação de professores e de regentes para coro. Com a exibição online de shows e oficinas, vídeo podcasts (vodcasts) e “lives” sobre arte e acessibilidade e uma série de publicações, a iniciativa tem também como alvo ampliar a percepção de toda a sociedade sobre as deficiências. O trabalho integra o programa Arte de Toda Gente, desenvolvido em conjunto pela Funarte e pela UFRJ, por meio da Escola de Música da Universidade.

Serviço:

II Encontro Um Novo Olhar de Arte/Educação + Acessibilidade, no Festival Arte de Toda Gente

Inscrições: até 3/8, através do site www.umnovoolhar.art.br

Quando: de 3 a 5 de agosto de 2021

Mesas: no formato de lives, transmitidas pelo canal Arte de Toda Gente, no Youtube

Realização

Fundação Nacional de Artes – Funarte | Secretaria Especial da Cultura | Ministério do Turismo
Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Curadoria: Escola de Música da UFRJ

Atividades e mais informações disponíveis no site do projeto.

Informações sobre esse e outros programas da Funarte
www.funarte.gov.br