Nestlé lança Banco de Talentos para profissionais negros e pessoas com deficiência

Engajada em ações que promovam a Diversidade & Inclusão não apenas dentro da empresa, mas na sociedade, a Nestlé lançou recentemente dois bancos de talentos. Voltados para atração de profissionais negros e pessoas com deficiência, os bancos já receberam mais de 1.200 cadastros com menos de um mês de lançamento.

Para divulgação dos bancos, está sendo realizada uma comunicação dentro do LinkedIn da Nestlé reforçando a preocupação da companhia em proporcionar um ambiente de trabalho com oportunidades para todas as pessoas. Além disso, a Nestlé conta também com um site desenvolvido especialmente para a divulgação da iniciativa.

“Na Nestlé, estamos implementando novas formas de desenvolvimento para nossos colaboradores e novas formas de contratação em nossos processos seletivos para atrair profissionais diversos e de todas as regiões do Brasil. Buscamos assim aumentar a diversidade dentro da Nestlé e ser um reflexo do país diverso e amplo onde vivemos, respeitando e incentivamos as singularidades, diferenças e potenciais de cada pessoa” comenta Ana Schiavone, gerente de Recrutamento e Seleção da Nestlé. Dos profissionais que já se cadastraram na plataforma, alguns estão participando de processos seletivos.

Recentemente, a Nestlé adaptou também seus canais e interfaces para promover a acessibilidade para pessoas surdas. As novas funções incluem o Serviço Nestlé de Atendimento ao Consumidor, que utiliza vídeo na Língua Brasileira de Sinais (Libras) -, e as novas peças publicitárias da companhia. No entanto, a Nestlé possui um trabalho de longa data e de grande abrangência para a inclusão de pessoas com deficiência. O destaque fica com a fábrica da Garoto, em Vila Velha (ES), que conta com mais de 90 colaboradores surdos. O trabalho da unidade, nessa frente, já ocorre há mais de dez anos.

Diversidade e Inclusão na Nestlé

A Nestlé defende que a diversidade é peça fundamental para a sobrevivência de uma empresa a longo prazo. Por isso, entende que ter profissionais diversos em todos os níveis da empresa contribui para um trabalho mais robusto e inovador, além de ser um espelho da sociedade em que está situada. Com a chegada de Helen Andrade, gerente executiva de Diversidade & Inclusão, em agosto de 2020, a Nestlé ampliou as discussões sobre o tema com a criação de um Centro de competência em gestão de pessoas dedicado a alavancar as discussões em torno do assunto. Foram formados grupos de afinidades com a participação de diversos colaboradores, estimulando o engajamento e um debate colaborativo, e a definição de estratégias e programas para diferentes públicos.

Com estratégias e programas próprios, a Nestlé possui frentes que são fundamentais para projetos dedicados, como a questão racial, geracional, de equidade de gênero, pessoas com deficiência e LGBTQIA+.