No mês da visão, campanha convida população a cuidar da saúde ocular

Os problemas de visão nos brasileiros causam impactos financeiros, com efeitos na sustentabilidade do sistema de saúde, na produtividade e na qualidade de vida do paciente. As distrofias da retina, por exemplo, prejudicam a visão de mais de 40 milhões de pessoas no mundo. Aqueles que são afetados por estas doenças muitas vezes sofrem de depressão grave e perda de sua independência, além de preconceito e negligência por parte da sociedade.

Um estudo publicado em julho de 2021, com 146 indivíduos de 17 estados do Brasil, revelou que os custos anuais do sistema de saúde com quem apresentava deficiência visual severa ou cegueira foi de cerca de R$ 679 mil, o equivalente a quase R$ 4.700 por pessoa. Segundo dados do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), cerca de 1,5 milhão de brasileiros são cegos, o que representa aproximadamente 0,75% da população total, em 2018.

Neste mês de outubro, em que é celebrado o Dia Mundial da Visão, a Retina Brasil e a Colabore com o Futuro realizam uma campanha para que a população abra os olhos para sintomas como vista embaçada, perda de visão central ou periférica, cegueira noturna, dificuldade de diferenciar cores, sensibilidade à luz, visão com linhas onduladas e distorcidas, flashes de luz, dificuldade em reconhecer rostos, dor nos olhos e na cabeça, perda visual progressiva, entre outros. Muitas pessoas com deficiência visual começaram a ter perda de visão a partir desses sinais.

O humorista mineiro Geraldo Magela, com uma doença genética nos olhos que causa perda da visão (retinose pigmentar), é o padrinho da campanha.

“Precisamos incentivar a sociedade a abrir os olhos para o preconceito existente e fazer a diferença. Nosso objetivo é divulgar mensagens estimulando a empatia, entendendo os desafios diários e ajudando na luta por um país mais acessível a todos”, afirma a cofundadora da Colabore com o Futuro, Carolina Cohen.

“Os brasileiros que não têm doenças da retina precisam conhecê-las e saber que, muitas vezes, elas podem ter consequências menos graves se diagnosticadas e tratadas a tempo. Por isso, pretendemos conscientizar a sociedade sobre a importância da consulta anual ao oftalmologista”, ressalta a presidente da Retina Brasil, Angela Maria de Sousa Bezerra.

 

Outubro – mês da Visão

O Dia Mundial da Visão é celebrado, anualmente, na segunda quinta-feira do mês de outubro. Neste ano, será em 14 de outubro. Para 2021, The International Agency for the Prevention of Blindness (IAPB) divulga os “4 Ps” para a saúde dos olhos:

Prevenir – muitas doenças da visão podem ser prevenidas com a adoção de um estilo de vida mais saudável;

Proteger – evitar a exposição à luz solar intensa, acidentes de trabalho e a exposição prolongada a telas;

Preservar – um exame oftalmológico regular abrangente;

Priorizar – os exames oftalmológicos devem fazer parte dos exames médicos de rotina

Cerca de 80% das pessoas com deficiência visual não precisam ter problemas na visão. Algumas atitudes simples podem ser decisivas para o cuidado da saúde dos olhos:

– Realizar consultas periódicas com um oftalmologista;

– Evitar passar mãos e toalhas nos olhos;

– Usar óculos de sol de qualidade;

– Não dormir com maquiagem;

– Ingerir alimentos que possuam vitamina A, como cenoura, couve, fígado, manteiga e batata doce;

– Manter atenção para qualquer anormalidade na sua visão como dor ou dificuldade para enxergar.

Mais informações estão em www.retinabrasil.org.br