NOVO PLANO NACIONAL DA VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19: PCD PASSAM A CONSTAR EM GRUPO PRIORITÁRIO

Informação para PcD: O Governo Federal disponibilizou nesta segunda-feira, 15, a 4ª edição do PLANO NACIONAL DE OPERACIONALIZAÇÃO DA VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19. O documento foi elaborado tendo por base as discussões desenvolvidas pelos grupos técnicos no âmbito da Câmara Técnica Assessora em Imunização e Doenças Transmissíveis de acordo com a Portaria nº 28 de 03 de setembro de 2020.

Assine nossa Newsletter

Newletter

De acordo com o Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, “o Ministério da Saúde, por intermédio do Programa Nacional de Imunizações do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis da Secretaria de Vigilância em Saúde, em parceria com Conass e Conasems estreitou ainda mais a parceria com as Sociedades Científicas, Conselhos de Classe e Organização Pan-Americana da Saúde, para estabelecer uma estratégia de enfrentamento à pandemia da covid-19 no país e um plano de vacinação. Ressalta-se que o êxito dessa Campanha, de dimensões nunca vistas no país, será possível com a efetiva participação dos milhares de trabalhadores civis e militares, do setor público e privado e de toda a sociedade, destacando-se o trabalho dos milhares de vacinadores espalhados em todo o Brasil, que levarão a vacina a cada um dos brasileiros elencados nos grupos prioritários”.

O plano encontra-se organizado em 10 eixos:

  1. Situação epidemiológica e definição da população-alvo para vacinação;
  2. Vacinas COVID-19;
  3. Farmacovigilância;
  4. Sistemas de Informações;
  5. Operacionalização para vacinação;
  6. Monitoramento, Supervisão e Avaliação;
  7. Orçamento para operacionalização da vacinação;
  8. Estudos pós-marketing;
  9. Comunicação;
  10. Encerramento da campanha de vacinação.

Em nota, o Ministério da Saúde afirma que “as diretrizes definidas neste plano visam apoiar as Unidades Federativas (UF) e municípios no planejamento e operacionalização da vacinação contra a doença. O êxito dessa ação será possível mediante o envolvimento das três esferas de gestão em esforços coordenados no Sistema Único de Saúde (SUS), mobilização e adesão da

população à vacinação”.

Grupos com elevada vulnerabilidade social

“Há ainda outros grupos populacionais caracterizados pela vulnerabilidade social e econômica que os colocam em situação de maior exposição à infecção e impacto pela doença. Por exemplo, citam-se pessoas em situação de rua, refugiados residentes em abrigos e pessoas com deficiência, grupos populacionais que têm encontrado diversas barreiras para adesão a medidas não farmacológicas”, afirma a nova divulgação do Governo Federal.

O Ministro da Saúde destaca que o PNI – Plano Nacional de Imunização reforça que todos os grupos elencados serão contemplados com a vacinação, entretanto de forma escalonada por conta de não dispor de doses de vacinas imediatas para vacinar todos os grupos em etapa única. Cabe ressaltar que ao longo da campanha poderão ocorrer alterações na sequência de prioridades descritas no quadro 1 e/ou subdivisões de alguns estratos populacionais, bem como a inserção de novos grupos, à luz de novas evidências sobre a doença, situação epidemiológica e das vacinas COVID-19.

Acompanhe os gráficos:

Quadro 1.

Estimativa populacional para a Campanha Nacional de Vacinação contra a covid-19 – 2021 e ordenamento dos grupos prioritários*

Início da vacinação Covid-19 para PCD

Quanto à data para o início da vacinação, o Ministério afirma que ainda não há possibilidade de definir as datas do início da vacinação dos grupos ainda não atendidos, por não haver, por parte dos fornecedores, cronograma regular de entrega de doses das vacinas COVID-19. Cabe ressaltar que ao longo da campanha poderão ocorrer alterações na sequência de prioridades descritas no quadro 1 e/ou subdivisões de alguns estratos populacionais, bem como a inserção de novos grupos, à luz de novas evidências sobre a doença, situação epidemiológica e das vacinas COVID-19. Essas alterações, caso venham ser necessárias, terão detalhamento por meio dos informes técnicos no decorrer da campanha.

Para a primeira etapa da campanha, o quantitativo de doses distribuído considerou a vacinação estimada de cerca de 2,8 milhões de pessoas para cobertura de:

* Trabalhadores da saúde;

* Pessoas idosas residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas);

* Pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência, residentes em Residências Inclusivas (institucionalizadas);

* População indígena vivendo em terras indígenas.

 

Acompanhe a íntegra do NOVO PLANO NACIONAL DA VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 pelo link https://www.gov.br/saude/pt-br/media/pdf/2021/janeiro/29/PlanoVacinaoCovid_ed4_15fev21_cgpni_18h05.pdf

 

Repercussão do novo Plano de Vacinação: LIVE na TV REAÇÃO

O SISTEMA REAÇÃO – Revista e TV Reação irá repercutir os efeitos da nova publicação com especialistas ainda nesta terça-feira,16.

Por sinal, a LIVE ESPECIAL da semana, transmitida pela página da Revista Reação no Facebook @revista.reacao, nesta quinta-feira, 18, à partir das 14h, debaterá o assunto, com a participação de convidados especiais.

 

LIVE sobre PcD no grupo de vacinação

 

#PRACEGOVER – FLYER COM TARJAS VERMELHA, AMARELA E AZUL, COM OS DIZERES: LIVE ESPECIAL (EM BRANCO NO ALTO), ABAIXO, NO FUNDO AMARELO: AS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E A VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 – PORQUE PCD É SIM GRUPO PRIORITÁRIO. CONVIDADOS ESPECIAIS, AO CENTRO, FOTO DE MÃO COM LUVA AZUL SEGURANDO AMPOLA DA VACINA E SERINGA DE APLICAÇÃO, COM DOIS OVAIS VERMELHOS COM LETRAS AMARELAS COM OS DIZERES: PARTICIPE ! DÊ SUA OPINIÃO AO VIVO. ABAIXO, FAIXA AZUL COM LETRAS BRANCAS COM A DATA E HORÁRIO DA LIVE: 18 DE FEVEREIRO ÀS 14 HS – QUINTA-FEIRA. NO CANTO DIREITO, QUADRO BRANCO COM OS DIZERES EM AZUL: ENTREVISTA AO VIVO – FACEBOOK – REVISTA REAÇÃO – @revista.reacao – Símbolo da LIBRAS – JANAINA TEODORO. Mais abaixo, a marca da TV Reação: TV, em degradê amarelo e laranja, dentro de um quadrado formado por outros quatro azuis e cinzas, com pontas arredondadas. Ao lado, em azul, Reação e abaixo, cinco cubos azuis. Para cada, um símbolo: da pessoa obesa, com deficiência auditiva, deficiência visual, deficiência física (cadeira de rodas e muleta). Ainda na parte inferior, do lado direito, APRESENTAÇÃO –  foto de homem, Rodrigo Rosso, da cabeça à cintura, um homem calvo e de testa larga. Sorri. Usa camisa

Audiodescrição Patrícia Silveira e Consultoria Dolores Affonso