O Brasil deu show em Lima !!!

Os Jogos Parapanamericanos de Lima, encerrado recentemente, consolidou o Brasil na liderança dos esportes paraolímpicos. No Peru, o país manteve a liderança do ranking mundial e com as dezenas de medalhas conquistadas os atletas brasileiros superaram a maior marca da história. Desde os Jogos no Brasil, em 2007, quando a competição passou a ser realizada na mesma sede do Panamericano, a delegação Brasil é imbatível. Desde então o nosso País lidera o ranking mundial !

Foram nove dias de competições em Lima. Os atletas brasileiros conquistaram 308 medalhas, uma média de 34 pódios diários. Delas, 124 foram de ouro, 99 de prata e 85 de bronze. Nenhum país conquistou tantas medalhas em Parapan, em uma mesma edição. O segundo colocado foi os Estado Unidos com 182 pódios e o México ficou em terceiro lugar com 158 medalhas.

Destaca-se a quantidade de medalhas de ouro conquistadas pelo Brasil, em comparação aos Estados Unidos e México, 2º e 3º colocados. Respectivamente eles conquistaram 57 e 55 ouros. A delegação brasileira trouxe 124 medalhas. Um número expressivo no esporte paraolímpico.

A delegação brasileira foi composta por 512 integrantes, sendo 337 atletas, entre os quais atletas-guias, calheiros, goleiros e pilotos, que não possuem deficiência, de 23 estados e do Distrito Federal. O Brasil disputou os Jogos em 17 modalidades. Os atletas dominaram o quadro de medalhas em 11 delas: atletismo, natação, bocha, halterofilismo, tênis de mesa, judô, badminton, taekwondo, goalball, além dos coletivos futebol de cinco (para cegos) e futebol de sete (paralisados cerebrais).

Mizael Conrado, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, ex-jogador de futebol de cinco (para cegos), bicampeão paralímpico (Atenas 2004 e Pequim 2008), comenta que: “foi uma competição desafiadora e, certamente os Jogos Parapan-Americanos mais difíceis que o Brasil já disputou. Foi uma campanha memorável do Brasil. Nossos atletas lograram mais êxitos do que nós prevíamos ou imaginávamos”.

Já para Alberto Martins da Costa, diretor-técnico do CPB e chefe da missão brasileira nos Parapan de Lima: “Lima é o primeiro estágio dos grandes eventos do ciclo, serve como um excelente termômetro para avaliar nosso planejamento, que foi estabelecido em 2017 projetando os oito anos subsequentes. Tínhamos uma expectativa aproximada do que realmente alcançamos aqui, mas atingimos a meta, superamos a excelente campanha de Toronto 2015”.

 

E que venha os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020

Desde o início de setembro, já estão sendo comercializados os bilhetes e pacotes internacionais para os Jogos Paraolímpicos de Tóquio 2020. As próximas Paralimpíadas na Terra do Sol Nascente – Japão 2020 – receberão cerca de 4.400 paratletas de mais de 160 países em 22 modalidades, sendo a estreia do parabadminton e do parataekwondo nos Jogos Paralímpicos.

A Cerimônia de Abertura será em 25 de agosto de 2020, no recém-construído Estádio Olímpico. Serão 12 dias de Jogos, com 540 premiações com medalhas. E o Brasil está pronto para trazer boa parte delas para casa, graças ao empenho, talento e determinação de nossos paratletas campeões na vida e no esporte. Parabéns aos nossos campeões ! Parabéns para esses homens e mulheres que nos enchem de orgulho de sermos brasileiros… Vai Brasil, estaremos juntos em 2020 no Japão !