O Tubarão Paralímpico em nova fase

Clodoaldo Silva é responsável por momentos inesquecíveis para os brasileiros como atleta. É conhecido carinhosamente como “Tubarão Paralímpico”.

Graças a ele a bandeira brasileira tremulou no lugar mais alto em dezenas de países. Nos Jogos Paralímpicos no Brasil, em 2016, foi ele que acendeu a tocha em pleno Maracanã. Mas, a partir de 2019, ele inicia uma nova fase de sua carreira dedicada à inclusão e a acessibilidade das pessoas com deficiência.

A história dele é bem conhecida: por conta de uma falta de oxigenação durante o parto, Clodoaldo nasceu com paralisia cerebral, o que afetou seus membros inferiores. Na infância e adolescência, foram mais de cinco cirurgias nas pernas, mas desde aquela época, o espírito de nunca desistir já estava presente em seu dia a dia. Mesmo quando precisava subir ladeiras para chegar à escola. “Sofri preconceitos e discriminação. Mas isso nunca me impediu de fazer qualquer coisa”, conta.

Clodoaldo coleciona mais de 700 medalhas. Está entre os maiores medalhistas do país. Em cinco Paralimpíadas conquistou 14 medalhas (6 ouros, 6 pratas e 2 bronze). Nos Jogos Paralímpicos de 2016, no Brasil, ele foi o responsável por acender a pira no Maracanã. Além de se destacar nas piscinas, o atleta foi o primeiro paralímpico do Brasil a investir em comunicação e planejamento de forma profissional, colhendo frutos dessa empreitada até hoje. É palestrante, empresário, persuasivo, carismático, pai dedicado e possui uma história de vida inspiradora.

Se no esporte Ayrton Sena é seu ídolo, o exemplo mais precioso que tem na vida é a sua mãe, dona Maria das Neves. Ela criou sozinha cinco filhos e desafiou qualquer barreira quando a questão foi conseguir acesso para que Clodoaldo tivesse uma situação melhor para se deslocar e conseguir alguma coisa na vida. Nunca tratou o filho como um “coitadinho”, pelo contrário, sempre ensinou que ele tinha uma limitação, mas podia fazer tudo que desejasse.

Ganhou reconhecimento por meio dos seus feitos no esporte, da sua história de vida, mas também por percorrer várias cidades do país com suas palestras. O Tubarão é respeitado por muitos brasileiros por sua história de superação e admirado pelos atletas da delegação paraolímpica atual e pelos amigos que estiveram com ele em grandes competições nacionais e internacionais. Também possui reconhecimento dos atletas olímpicos e amizade com vários deles.

Aos 40 anos de idade, o primeiro objetivo em andamento é a criação do Instituto Clodoaldo Silva. Ele já dedica parte das suas ações à inclusão das pessoas com deficiência, mas agora a ideia é desenvolver projetos próprios de educação, inclusão, esporte e acessibilidade.

Na lista das metas para 2019 estão ainda o fortalecimento das ações do ídolo na internet e na mídia e a institucionalização de produtos. O ciclo de atividades será fechado com o lançamento do seu livro em fevereiro de 2020.

“Eu tenho muitos fãs que são jovens, adolescentes e crianças e o futuro do nosso país estará com eles. Temos que dar valor para a educação e falar de inclusão para as crianças desde muito cedo”, afirma Clodoaldo.

Uma nova experiência levou Clodoaldo Silva para as telas de TV durante o Parapan de Lima 2019. Como comentarista do canal Sportv para o evento, comentou a abertura dos Jogos e as provas de natação. Novamente levou a emoção de campeão para todo o mundo com sua simpatia e irreverência.