‘Os 4 Distintos’: Gustavo Bartolozzi lança livro sobre amizade e pessoas com deficiência

Os 4 Distintos
O escritor e dramaturgo Gustavo Bartolozzi lançará o seu primeiro livro, “Os 4 distintos”, no próximo dia 6 de novembro (sábado), entre 13h e 19h. A obra, adaptada de uma peça teatral escrita pelo autor para a Companhia Teatral Crepúsculo, tem como objetivo promover a discussão e reflexão do público acerca da quebra de limites e paradigmas na vivência de pessoas com deficiência. O lançamento será realizado no restaurante Empório Paraíso Café e Salumeria, localizado na Rua Ministro Orozimbo Nonato, 215, no bairro Vila da Serra, em Nova Lima/MG.

No local, além da venda do livro, haverá momentos para autógrafos e bate-papo com o autor. Parte da renda arrecadada com a obra, que será vendida pelo valor de R$ 50 reais,  será revertida para o Crepúsculo BH, instalado desde 2002 no bairro Prado, na capital. Também, haverá cobertura completa do lançamento no Instagram do autor (@gustavobartolozzi), com transmissões ao vivo e interações. E não para por aí… as origens serão retomadas, e o evento contará com uma leitura dramática do texto feita pela Companhia Teatral Crepúsculo, com o elenco também à disposição para fotos, bate-papo e autógrafos após o espetáculo.

“Trabalhamos há 25 anos com pessoas com deficiência e de todo esse processo de inclusão. Nesse período, já avançamos muito, mas ainda temos muito a caminhar e quando a gente executa a peça ‘Os 4 Distintos’ é uma alegria enorme discutir e refletir sobre o tema, a partir de uma vivência lúdica que o teatro e a dança permitem. E é exatamente isso a nossa busca, que as pessoas com deficiência tenham lugar, vez, fala e os seus lugares no mundo garantidos como deve ser. E o fato de o Gustavo transformar essa história em livro vai ampliar muito o alcance de forma rica, poética, imagética e muito bonita, porque também fala de amizade, sonhos, encontros, solidariedade, amor e carinho. Então, são muitas reflexões e agora, através do livro, chegando ainda mais. Estamos muito felizes de ter participado do início dessa construção. É uma alegria profunda para todos nós”, afirma Luciane Kattaoui, coordenadora geral do Crepúsculo BH, diretora da Crepúsculo Companhia de Dança e Teatro e atriz da peça.

Ainda, o Empório Paraíso fará um prato especial para ser consumido na data, chamado “Os 4 Distintos”, em homenagem à obra. Assim como a venda dos livros, parte da venda da iguaria será destinada ao Crepúsculo BH.

“Pensamos, para essa homenagem, em um prato que agradaria muitas pessoas e que combinasse quatro elementos distintos. Daí, fizemos alguns experimentos e chegamos ao prato que temos hoje e que tem bastante aceitação. É um Spaguetti Nero de Sépia ao molho pomodoro com lula, polvo e camarão. E ele é finalizado com Burrata cremosa. Ele é bem saboroso e muito suculento. Este prato está em nosso cardápio pelo valor de R$ 89. No dia do evento, no entanto, ele será vendido por R$ 79 para incentivar o consumo. E, com muito prazer, parte da renda arrecadada será destinada ao Crepúsculo BH”, conta Eloisa Rabelo, uma das sócias do Empório Paraíso.

O LIVRO…

A obra, que tem a temática de pessoas com deficiência como narrativa central e foi adaptada de uma peça teatral, ainda traz à tona a importância de manter os laços afetivos e as amizades por perto. A inspiração para a história, no entanto, foi bem pessoal, conforme Gustavo Bartolozzi.

“O livro é uma adaptação literária de uma história escrita por mim em 2014 para a Companhia de Teatro do Crepúsculo, no Brasil, uma das poucas que falam sobre o tema. Já as inspirações foram várias. Uma: o próprio Crepúsculo, que surge de um sonho de consolidar um grupo de dança com pessoas com deficiência. O outro vem de uma história pessoal, porque quando eu era jovem, eu tinha um grupo de amigos, e ao conversarmos sobre o que cada um queria fazer da vida, concluímos que em breve estaríamos longe um do outro. E decidimos montar uma banda de rock para ficarmos mais tempo juntos. Nem sabíamos tocar nada e muito menos que o violão tem seis cordas. Então, essa experiência me deu bastante subsídio para escrever o texto”, conta.

Não à toa, a sinopse de “Os 4 Distintos” quase que remonta essa experiência de Gustavo Bartolozzi, uma vez que nas páginas da obra é contada a história de quatro amigos pré-adolescentes, Belinha, Tininha, Carina e Julinho, que se gostam muito. Carina então… ela gosta tanto de seus amigos que nunca nem se deu conta que eles são pessoas com deficiência. Até que um dia Belinha, que tem a Síndrome de Down, sofre bullying por falar a um colega da escola o que mais desejava ser na vida.

Julinho, que usa cadeiras de rodas e Tininha, que não enxerga, começam a dividir seus sonhos e contam o que gostariam de ser quando crescer. É aí que surge a ideia: percebendo que as amizades poderiam se distanciar, Carina propõe montar um grupo de dança para ficarem juntos pelo maior tempo possível. Mas, isso só vai acontecer se vencerem os traumas, medos e preconceitos vividos pelas pessoas com deficiência. Assim, por meio do lúdico e do faz-de-conta, “Os 4 Distintos” desvenda o mundo dos sonhos e aspirações e promove uma reflexão sobre desejos e possibilidades que pessoas com limitações aparentes e não aparentes vivenciam .

Escrito por Gustavo Bartolozzi, “Os 4 Distintos” tem ilustrações de Rômulo Garcias e prefácio de Marcelo Xavier. Além disso, conta com o apoio da lei Aldir Blanc de Minas Gerais e parceria do Empório Paraíso, da Gráfica Central, da Cia Candongas, do Crepúsculo BH, da Asa de Papel e da Pessoa. Agência de Relações Públicas.