Paixão pelos detalhes

A Specialisterne é uma empresa social, nascida na Dinamarca em 2004. Iniciou as atividades no Brasil há 3 anos com o objetivo de promover a formação de pessoas com Autismo (TEA – Transtorno do Espectro do Autismo) em tecnologia da informação e desenvolvimento de habilidades sociais com vistas à inclusão profissional, em atividades de TI e tarefas administrativas.

O nome Specialisterne, significa em dinamarquês: “os especialistas”. E já está presente em 21 países.

A empresa tem a primeira unidade de formação em São Paulo/SP, e projetos realizados nas cidades de  São Leopoldo/RS e no Rio de Janeiro/RJ. “Somos a única organização no Brasil especializada na formação e inclusão de pessoas com

autismo no mercado de trabalho, em atividades de tecnologia. Após três anos de atuação no Brasil, temos 75 pessoas com autismo que se formaram no programa da Specialisterne trabalhando em diversos setores e empresas. Sendo que 56 delas estão atuando em parceiros como: Itaú, SAP Brasil, Dow Química, ABN Amro Bank, Virtual Gate, Comitê Paralímpico Brasileiro, CCEE – Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, Iguatemi, Braskem, Telefônica-Vivo, entre outros.

A iniciativa proporciona, aos participantes do programa, autonomia, independência econômica e melhora na autoestima, além da melhoria na qualidade de vida como um todo”, afirma Marcelo Vitoriano, Diretor Geral da empresa no Brasil.

Nos diferentes locais da Specialisterne no mundo, são empresas socialmente inovadoras que aproveitam as qualidades das pessoas com Transtornos do Espectro do Autismo (TEA) como uma vantagem competitiva e como um meio para ajudá-los a encontrar emprego/trabalho. A maior parte dos funcionários tem um diagnóstico de TEA e trabalha como consultora em tarefas de testes de software e processos de dados e de documentos.

Na Specialisterne, as pessoas trabalham num ambiente onde têm as melhores oportunidades para desenvolver os seus potenciais. Estas pessoas não têm que aprender a se adaptar a normas laborais como o trabalho em equipe, a empatia, o controle do stress ou a flexibilidade. Estas não são as qualidades habituais das pessoas com TEA, fato que ocasiona geralmente a sua exclusão do mercado de trabalho. A Specialisterne celebra as diferenças e os traços de caráter que tantas vezes são vistos como um estigma.

De acordo com a ONU, mais de 80 % dos adultos com autismo no mundo não estão empregados. “A Specialisterne trabalha para ajudar a criar um milhão de empregos para pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) e diagnósticos similares, através do empreendimento social, da participação dos setores empresarial e público e de uma mudança global de mentalidade. A nossa metodologia é reconhecida pelas Nações Unidas e em estudos independentes de Escolas de Negócios, tais como, Harvard Business School e MIT. Somos a única organização no mundo a incluir mais de mil pessoas com autismo no mercado de trabalho. Temos uma taxa de retenção de mais de 95 % dos profissionais nas empresas parceiras e um grande impacto econômico e social para as pessoas e famílias atendidas pelo nosso programa”, afirma o diretor da empresa no Brasil.

A empresa foi destaque nos últimos anos entre as Melhores Empresas para Trabalhadores com Deficiência, na categoria pequenas e médias empresas, conquistando importantes premiações. Marcelo Vitoriano, Diretor Geral da empresa no Brasil  declara que: “em termos muito simplificados, na Specialisterne o fato de não se encaixar é uma coisa boa. Os traços que geralmente excluem as pessoas com TEA do mercado de trabalho são os mesmos, que na Specialisterne, as tornam funcionários valiosos. Estes traços são a sua atenção ao detalhe, a sua tolerância zero aos erros e uma grande persistência para fazer o trabalho. Nós não vemos pessoas com TEA, mas sim verdadeiros especialistas e é por isso que nos referimos a eles como ‘os especialistas’. Imagine um mundo no qual pessoas definidas pelo seu diagnóstico sejam nomeadas ‘especialistas’ ?”, afirma.

A Specialisterne está buscando pessoas com autismo de alto funcionamento (Asperger), para trabalhar na região de Hortolândia/SP, Campinas/SP, Valinhos/SP e proximidades, no interior de São Paulo. É importante ter interesse pela área de TI, conhecimentos em linguagem e lógica de programação, e também inglês. O email para informações: [email protected]

 

Minha Vaga Por Direito

Buscando atender melhor os profissionais com deficiência que recorrem à Catho em busca de uma vaga de trabalho, o lançamento da página se alinha também à campanha em vigor, “Minha Vaga Por Direito”, ação com o objetivo de reivindicar a presença de profissionais com deficiência no mercado de trabalho. Redesenhando o símbolo que representa as pessoas com deficiência, mas agora abordando outra perspectiva, a ação contará com aplicações em adesivos, stencil, cartazes, dentre outros, com o objetivo de trazer empoderamento e adesão à causa.

A sede da Catho, em Barueri/SP, recebeu a intervenção da campanha em seu espaço. As colagens e pinturas foram realizadas pelo grafiteiro e artista plástico, Rodrigo Chov, profissional que também possui deficiência física. “O objetivo da criação da ação é torná-la perene, ou seja, sem prazo limite para acabar, buscando mais adesões à causa e perpassando seu conceito pela sociedade. Assim, a mensagem alcança seu potencial e os resultados podem ser observados em longo prazo, uma vez que pouco se conhece sobre as verdadeiras necessidades e limitações que há no universo das pessoas com deficiência”, afirma Ricardo Morais, CEO da Catho.

Ao todo, mais de 20 empresas aderiram á campanha: Hand Talk, Web Para Todos, Espaço Cidadania, Instituto Mara Gabrilli, Sondery, Guia de Rodas, IAD, Azul Locadora, Grupo Pinel, Audima, In Movimento Inclusivo, REVISTA REAÇÃO, dentre outros.