Para Priscila Gaspar, existe “claramente a intenção de politizar a pauta da vacinação da pessoa com deficiência, dividindo as pessoas a partir de acusações mentirosas”

Gaspar

Após a informação sobre a apresentação de uma proposta feita pelo Conselheiro Valdenor Oliveira da Silva, da Bahia, que representa os Conselhos Estaduais das Pessoas com Deficiência no Conade – CONADE – Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência pedindo a exoneração de Priscila Gaspar, Secretária Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, o SISTEMA REAÇÃO recebeu uma Nota Oficial da titular da pasta sobre o tema. O fato ocorreu durante a reunião do órgão, que aconteceu nesta quinta-feira, 29, e só terminou no início da noite, com uma extensa pauta. Descontente com o pronunciamento da Secretária, Valdenor apresentou a proposta.

De acordo com Marco Castilho, presidente do CONADE, “na verdade houve a apresentação de uma proposta para pedido de substituição da Secretária Priscila Gaspar, porém não foi votada, em razão de a reunião ter sido encerrada, ficando para a reunião de maio”. A próxima reunião ocorre no dia 27 de maio.

Assine nossa Newsletter

Newletter

 

NOTA DA SECRETARIA NACIONAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

“É com extrema perplexidade que recebemos texto disseminado em redes sociais, sem assinatura autoral, com distorções gravíssimas da fala da Secretária Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Priscilla Gaspar, durante a 125ª Reunião do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência. É notório, primeiramente, se tratar de notícia completamente falsa por não ser assinada por veículos de imprensa. Percebe-se claramente a intenção de politizar a pauta da vacinação da pessoa com deficiência, dividindo as pessoas a partir de acusações mentirosas”.

De acordo com a Nota, “a Secretaria tem estado comprometida com a proteção e promoção dos direitos da pessoa com deficiência em todo seu mandato, e sua história anterior à gestão já era de representação de seu segmento, pessoas surdas. Pode-se identificar ao longo da pandemia as publicações autorais, pela equipe da Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, de modo a não tardar em fornecer informações essenciais, em formato plenamente acessível, a todas as pessoas com deficiência, com o objetivo de mitigar sua reconhecida vulnerabilidade à pandemia”.

Diz ainda a manifestação de Priscila Gaspar que em “inúmeros destes informes, a própria Secretária fez a interpretação em libras, demonstrando sua gana em não permitir que a desinformação gerasse perdas de vidas. Estamos em tratativas desde 2020 para integrar todas as pessoas com deficiência e doenças raras no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19. Hoje percebeu-se fortemente que representantes divergentes do Governo Federal utilizaram seu espaço democrático para deturpar o diálogo da Secretária com o Controle Social, imputando interpretações divergentes de todas as suas afirmações. Toda sociedade terá o direito à vacina, conforme as diretrizes de saúde pública. Não será diferente com as pessoas com deficiência e doenças raras. O que a Secretária pediu foi que sejam identificados os mais vulneráveis primeiro, para garantir a maior equidade no fornecimento da vacina”.

Font Resize