“Pílulas do Brincar” – vídeos com brincadeiras inclusivas e acessíveis inspiradas em artistas contemporâneos

mais diferenças

O Projeto Brincar, uma iniciativa de fortalecimento da Educação Inclusiva da Fundação Grupo Volkswagen, desenvolvida pela Mais Diferenças em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, lançou uma nova forma de propor atividades para crianças com e sem deficiência.

São as “Pílulas do Brincar”, uma série de vídeos que propõem brincadeiras inclusivas inspiradas nas obras de artistas contemporâneos. 

Lançadas já durante a pandemia de Covid-19, as Pílulas do Brincar buscam contribuir com a oferta de materiais pedagógicos acessíveis e inclusivos, isto é, que podem ser trabalhados junto a crianças com e sem deficiência, tanto por educadores quanto por famílias. Essa oferta ainda é muito escassa no Brasil e fomentá-la é fundamental para reafirmar o direito de todas as crianças ao brincar e à educação.  O conteúdo possui Libras, legenda e audiodescrição, além de informações complementares em PDF acessível

Frente à adesão aos três primeiros episódios e seus materiais complementares, que somam mais de 10 mil downloads, neste mês de maio foram lançados mais três episódios inéditos. 

O primeiro episódio da série de 2021, “Fios que se entrelaçam”, é inspirado na artista estadunidense Judith Scott, que era surda e tinha Síndrome de Down. A Pílula convida os espectadores a criar esculturas inspiradas no trabalho de Judith, envolvendo objetos do cotidiano em tecidos e fios de diversas cores, espessuras e texturas. 

O segundo episódio baseia-se na obra “Objetos para tampar o Sol dos seus olhos” de Paulo Narazeth, artista mineiro. A proposta é transformar diversos elementos naturais como folhas, galhos e sementes em chapéus divertidos e sensoriais, os “Chapéus da Natureza”. 

Por fim, a proposta do terceiro episódio surge a partir de obras de Erwin Wurn, escultor austríaco. Em “Vestir e brincar”, as crianças são instigadas a experimentar a relação entre seu corpo e diferentes peças de roupas e tecidos de forma inusitada.  

Cada Pílula do Brincar conta com um material complementar em PDF acessível, que reúne outras referências e informações sobre o artista. Os vídeos possuem Libras (Língua Brasileira de Sinais) e legendas produzidas pela Mais Diferenças, além de uma audiodescrição feita pelo próprio educador ao longo dos vídeos.

As Pílulas do Brincar de 2021 estarão na programação oficial da Semana Municipal do Brincar, que faz parte do calendário oficial da Cidade de São Paulo e acontece sempre na última semana de maio.

Todos os episódios das Pílulas do Brincar e seus materiais complementares estão disponíveis gratuitamente em: maisdiferencas.org.br/materiais/pilulas-do-brincar/