Projeto Sampa Tátil traz acessibilidade a fachada de pontos turísticos da cidade de São Paulo/SP

A Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPED) lançou o projeto Sampa Tátil que disponibiliza superfícies táteis com a fachada de pontos turísticos e históricos da cidade de São Paulo/SP.

A iniciativa é dedicada às pessoas com deficiência visual para que elas possam conhecer aspectos arquitetônicos desses edifícios.

Nessa primeira etapa, a iniciativa contemplou três espaços no centro da capital: foram eles o Theatro Municipal, o Conservatório Dramático e Musical de São Paulo e o Solar da Marquesa de Santos. Cada um destes locais recebeu ferramentas de acessibilidade, como as superfícies táteis, que beneficiam pessoas com deficiência visual, cegas e com baixa visão que a partir de agora vão poder conhecer essas edificações de interesse arquitetônico, histórico e turístico.  Além das informações táteis, as superfícies também possuem um breve texto com o histórico do local, Braille e um QRCode com conteúdo em audiodescrição e Libras.

O Sampa Tátil é uma espécie de protótipo a ser utilizado e avaliado pelas pessoas com deficiência para que, futuramente, venha servir de modelo a outros projetos, em outras edificações.

A ação foi inspirada no projeto da cidade de Olinda/PE – ‘’Olinda Além do Olhar’’ – que instalou painéis táteis com informações turísticas em seis igrejas históricas do município pernambucano.