Recife inaugura parque inclusivo

Na zona norte da cidade, ambiente é totalmente inclusivo. Parque Santana, em Casa Forte, zona norte de Recife, é o primeiro da cidade a receber apenas brinquedos inclusivos para crianças.

O projeto é fruto da parceria entre prefeitura e o projeto Anna Laura Parque Para Todos.

São sete brinquedos, entre eles: as flores falantes que são algo como um telefone sem fio; escorregador adaptado para cadeira de rodas; e balanço com cadeira especial. Todos têm recursos lúdicos e são feitos de material reciclável e ecologicamente correto.

O objetivo do Anna Laura Parque Para Todos, que doa brinquedos acessíveis para parques de todo o Brasil, é proporcionar acesso à arte interativa e inspirar desenvolvimento criativo. Anseia entregar cerca de quatro parques inclusivos todo ano, em diferentes cidades do país.

. “A sociabilidade, a terapia e o lazer. A criança com deficiência brinca com a que tem deficiência, ela faz terapia, seja sonora, visual ou muscular. Então, os brinquedos são preparados para isso”, diz Rodolfo Fisher, coordenador do projeto.

 

Diversão em família

Na inauguração, além das crianças, os pais também aprovaram a diversão.

Eva da Silva, 42 anos, é a mãe de Luana Vitória, que tem deficiência fisíca. “Gostei muito, e achei tudo lindo. Especialmente esse balanço com a cadeirinha para nossos filhos que são especiais”.

Fabíola Maciel, 45, fundadora do Instituto Arthur Vinicius (IAV), que tem como objetivo orientar e informar as famílias carentes cujos filhos são portadores de mielomeningocele, exaltou a importância de se ter brinquedos inclusivos. “Meu filho tem doze anos e nunca esteve em um brinquedo como esse. Quando vou a lugares com acessibilidade já é uma vitória, imagine num parque”, observou.