RELATO DE UMA MÃE – Nossos caminhos….

* Por Cynthia Pereira

Começava uma longa trajetória em busca de melhor qualidade de vida para Isabella e uma expectativa enorme de como seria seu desenvolvimento.

Sem muitos recursos e numa vontade enorme de ver nossa filha se desenvolver, recorremos ao SUS – Sistema Único de Saúde, uma clínica credenciada e sem saber ali iniciava uma jornada intensa.

Sou professora. Após a licença maternidade voltei a trabalhar e iniciamos as terapias. Eram dias exaustivos. Bella ia para escola comigo e ficava no berçário. Após o término da aula íamos para clínica onde tinha fono, fisioterapia e terapeuta ocupacional.

Não vou mentir. Chorei muito. Em todos os atendimentos Isabella chorava muito e a medida que foi crescendo, sempre muito esperta, criava um cenário de vômitos e choro. Ela sabia que assim a terapeuta pararia e a mamãe entraria em cena para limpar e quando víamos os trinta minutos já tinham ido num piscar de olhos.

Hoje entendo perfeitamente que um atendimento de trinta minutos não são suficientes para um desenvolvimento efetivo. É preciso de um plano terapêutico e de uma rede de apoio familiar e terapeutas capacitadas e comprometidas para que a criança consiga desenvolver efetivamente.

Duas terapeutas marcaram esse início, para falar a verdade as únicas: a terapeuta ocupacional Priscila Boy e a fonoaudióloga Fabiana.

Infelizmente a rotatividade desses profissionais é muito grande. Buscam ser valorizados, só que essa rotatividade é ruim para nossas crianças. Criam vínculos. Até a nova terapeuta conhecer o paciente e suas demandas é um longo caminho, que se perde quando o mesmo é trocado.

Na verdade tudo era muito novo. Rede de apoio familiar não tivemos: era eu, meu marido e meus filhos, que também tinham suas demandas.

Com toda essa rotina não esperávamos ter uma batalha fácil para enfrentar, que foi a minha saúde. Quando a Isabella estava com oito meses de vida enfrentei meu primeiro carcinoma, que resultou em cirurgia e ai iniciava uma luta para ter saúde e continuar sendo o suporte que Isabella precisava.

Conheça nossa história lendo os próximos artigos e acreditem que seus filhos são capazes e que precisamos estar bem para ajudá-los!

Bella em ensaio fotográfico

“Cynthia entrou na minha vida como uma simples funcionária.
E o que era apenas uma relação profissional se transformou em uma linda amizade.
Cynthia para quem não conhece, é o extremo em pessoa.
É dedicada em tudo que faz, era sem dúvidas, uma das minhas melhores professoras, sabia exatamente o que queria e o porquê de estar ali.
Lembro até hoje quando chegou contando a super novidade, Bella estava à caminho! A relação naquele momento já tinha ultrapassado os limites profissionais, fiquei extremamente feliz, afinal sei o que é ter uma Bela na vida.
E não parou por aí, além de poder compartilhar da alegria da espera da Bella, fui agraciada pelo honroso convite para apadrinha-lá.
Mal sabe a Cynthia que quem ganhou foi eu!
Bella é um presente na vida de todos nós!
E assim Bella chegou, transformando o mundo de todo mundo, ela na verdade, é um anjo em nossas vidas!
E não diferente de tudo que é e faz, Cynthia mais uma vez nos surpreendeu e surpreende até hoje com a sua extrema dedicação a vida da Bella.
Lembro que sempre chegava mais cedo porque no final da tarde saía correndo para levar a Bella ainda bebê para as suas terapias, sou prova viva de que essa mãe sempre fez o extraordinário sem medir esforços para garantir o melhor desenvolvimento na vida da Bella.
A relação profissional teve que chegar ao fim, porquê mais uma vez, sem o menor medo do que estava por vir, a super mãe Cynthia optou por se dedicar integralmente a nossa princesa Bella.
Cynthia é um exemplo de mãe – profissional – mulher, um exemplo de que a vontade é o que basta, e Deus não poderia ter escolhido alguém diferente para acompanhar Bella em sua jornada.
E a Ele sou muito grata por ter colocado Cynthia e toda sua família em meu caminho, são pessoas muito especiais pelas quais tenho um enorme carinho” – Renata Marques, diretora da escola que Cynthia trabalhou e madrinha da Isabella.

 

* Cynthia Pereira é mãe ativista. Ela escreverá, quinzenalmente, para o Portal de Notícias da Revista Reação, dando sequência aos artigos.

cynthiaricas@yahoo.com.br

Font Resize