São Paulo/SP recebe primeiro workshop de Marketing Assistivo

Apresentando o conceito inovador do Marketing Assistivo, Rodolfo Sonnewend, diretor do Instituto Humanus para pessoas com deficiência, irá expor para o público um novo conceito no mercado, as estratégias do Design Universal dentro do ambiente do o Marketing Assistivo.

A primeira série de workshops GRATUITOS será no dia 8 de junho, na Câmara Municipal de São Paulo, a partir das 9h – Viaduto Jacareí, 100 – Bela Vista – São Paulo/SP – e contará com a participação especial de Vinícius Schaefer, Secretário Adjunto Secretaria Da Pessoa Com Deficiência e seu assessor, Cesar Corradi, além de Rodrigo Rosso, sócio diretor do Sistema Reação de Comunicação e de JB Oliveira, professor, consultor, comunicador e jornalista.

Entre os temas abordados estão: “Estruturando o conceito de Design Universal com foco em Marketing Assistivo e Vendas”, “Diversidade Assistiva um público potencialmente consumidor”, “Diferenças entre acessibilidade e inclusão”, “ESG e as vantagens frente a Diversidade Assistiva”, “Estratégias de marketing Assistivo na hora de desenvolver e comunicar novos produtos”.

O workshop busca ampliar a visão dos profissionais da iniciativa pública e privada sobre as possibilidades de crescimento de lucro quando passarem a abranger em suas campanhas a inclusão de pessoas com deficiência, idosos e obesos como uma gama de consumidores em potencial, dentro do conceito do Design Universal, ou Design para todos.

Segundo o Diretor Presidente do Instituto Humanus o mercado PcD movimenta mais de 90 bilhões de reais ao ano em ticket médio de consumo. Cerca de 24 % da população brasileira é composta por pessoas que possuem algum tipo de deficiência, aproximadamente 46 milhões de brasileiros. Um mercado sem a atenção devida por uma grande parcela do empresariado, que está em constante busca de inovações para aumentar a sua receita e, principalmente, o destaque nas redes sociais e na mídia.

A maioria não dá muita atenção para uma parcela de consumidores que é do tamanho de toda a população da Espanha e, todos sabem que para cada conquista de uma PcD (Pessoa Com Deficiência) existe a fidelização da família e do público consumidor que passará a entender que a empresa, ou marca, valoriza e se preocupa com as necessidades do próximo, passando a produzir e a oferecer serviços que incluam a todos.

Este é o verdadeiro conceito de “inclusão” quando existe o entendimento de que a fidelização do produto ou serviço se dará quando a empresa demonstrar atenção e oferecer serviços que englobem a todos, sem diferenciação de campanhas ou na produção de objetos.

O mercado possui um grande potencial consumidor, apesar de existir um paradigma de que a maioria das pessoas com deficiência são pobres; porém, este universo de consumidores está dividido em 42 % pertencentes às classes A e B e 44 % estão inseridas na classe C.

Também é preciso considerar que aproximadamente 63,4 % das pessoas têm deficiência adquirida – então é necessária uma nova consciência de novos formandos, empresários e profissionais do mercado que essas pessoas precisam se adaptar com mais facilidade às suas novas condições. Muitas dessas pessoas continuam ativas economicamente e hoje, com as exigências do mercado, é preciso ficar atento aos direitos do empregado e do empregador.

Em duas horas, serão apresentados dados do mercado, cases e dinâmicas buscando elucidar um conceito pouco explorado, mas que precisa ser inserido e colocado em prática por profissionais que visam ampliar o leque de lucros empresariais.

O investimento será de 1 kg de alimento não perecível e vai contar com interpretação simultânea em Libras.

Para mais informações e inscrições: https://www.institutohumanus.org.br.