Senadores querem ouvir Ministro da Educação sobre pronunciamento

senado

Foi protocolado nesta terça-feira, 17, um REQUERIMENTO na Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal de autoria da Senadora Mara Gabrilli e do Senador Paulo Paim, que “requerem a convocação de Milton Ribeiro, Ministro de Estado da Educação, para que compareça à Comissão, a fim de prestar informações sobre as suas declarações feitas ao programa Sem Censura da emissora de televisão TV Brasil, no sentido de que o acesso à educação superior deve ser assegurado somente a poucos brasileiros e de que a presença de crianças com deficiência em escolas comuns da educação básica “atrapalha” (entre aspas) e proporciona tão somente um embaraço à aprendizagem das crianças sem deficiência”.

Os Senadores afirmam que em entrevista à emissora de televisão TV Brasil, na última segunda feira, 9, o Ministro de Estado da Educação, Milton Ribeiro, ao mesmo tempo em que reconheceu o protagonismo dos Institutos Federais, a quem chamou de “vedetes”, na formação de profissionais com perfil importante para o mercado de trabalho e o desenvolvimento do País, relativizou a importância da participação das universidades nessa empreitada. Além disso, relegou a atuação das universidades a um papel de formação das elites do País, defendendo, sem qualquer base ou fundamentação, a restrição do acesso ao ensino superior para poucos brasileiros.

Consta ainda no Requerimento que “não bastasse o atraso de pensamento revelado por esse tipo de discurso, que desprestigia todo o esforço de democratização do acesso à educação superior que vem sendo feito no Brasil nos últimos anos, especialmente à guisa de reduzir desigualdades educacionais e sociais, o Ministro foi além, afirmando, de forma preconceituosa e desprovida de qualquer embasamento fático, que a inclusão de crianças com deficiência em classes regulares se presta tão somente a atrapalhar o desenvolvimento e o aprendizado das crianças sem deficiência. Feito esse introito e sem nos estender na reprodução de outros impropérios e falas desarrazoadas dessa que é a maior autoridade educacional do País, que goza de um poder inigualável na difusão de valores que impactam a qualidade da formação humana de nossas futuras gerações, reputamos de bom alvitre e de inadiável oportunidade a prestação de esclarecimentos pelo Senhor Ministro diretamente à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado Federal, de sorte a que possamos nos certificar quanto à sua boa fé e capacidade para o exercício de tão honrosa e relevante função para os destinos do País”.

A Comissão ainda não agendou a reunião com o Ministro.

Pelas redes sociais, pessoas com deficiência de todo o Brasil se manifestam sobre a entrevista do Ministro da Educação.

Samuel de Carvalho Cestaro e Isabela Fernandes Correia divulgaram um vídeo no Instagram que comentam o pronunciamento do Ministro:
https://www.instagram.com/tv/CSfeFodJ6DC/?utm_medium=share_sheet