Síndrome rara é tema de passeata no Parque Ibirapuera

Descoberta pelo pesquisador e pediatra francês, Jérôme Lejeune, a cri du chat (grito de gato, em tradução livre para o francês) é uma síndrome resultante de uma anomalia genética no cromossomo 5, que pode levar a um atraso intelectual e no desenvolvimento neuropsicomotor. Seu nome é uma referência ao sintoma característico do choro do recém nascido, semelhante ao miado de gato, resultado de uma má formação da laringe.

Atualmente, no Brasil, estima-se que mais de 4.000 indivíduos foram diagnosticados com esta condição genética. No dia 5 de maio foi comemorado o Dia Internacional da Síndrome Cri Du Chat. No Brasil, em comemoração à essa data, no dia 14 de maio, às 10h, acontecerá a 2ª Caminhada que conta com a participação de aproximadamente 150 famílias.

Associação Brasileira da Síndrome Cri Du Chat (ABCDC) é ligada à Five P Minus Society (5p- Society), maior grupo internacional de portadores da Síndrome Cri Du Chat. O grupo internacional reúne mais de mil famílias e tem como finalidade realizar um intercâmbio de conhecimento e experiências.

Associação Brasileira da Síndrome Cri Du Chat (ABCDC) foi fundada em 2020 por pais e mães que decidiram se unir, com a intenção de compartilhar informação sobre a síndrome com outras famílias.

Mais informações sobre a Associação Brasileira da Síndrome Cri du Chat, confira o site: criduchatbrasil.com

 

Serviço 

2ª Caminhada Cri Du Chat 

Dia: 14 de maio, às 10h

Local: Estacionamento do Portão 3 – Parque Ibirapuera