Site da Usiminas agora está acessível em libras

Na busca por tornar-se uma empresa ainda mais diversa e inclusiva a cada dia, a Usiminas acaba de implantar em seu site a Handtalk, plataforma de tradução automática de Libras (Língua Brasileira de Sinais). Agora, ao acessar a página, os visitantes poderão contar com a Maya, uma intérprete de libras virtual.

Trata-se de um robô que usa inteligência artificial para traduzir conteúdos. A solução inclusiva e inovadora foi premiada pela ONU em 2013 como o Melhor Aplicativo Social do Mundo e traz acessibilidade a diversos sites de grandes empresas.

A Usiminas é uma das primeiras grandes empresas brasileiras a aderir a essa prática. “A chegada da Maya é parte de um esforço maior que a companhia vem fazendo para estar mais próximas das pessoas. A comunicação é uma ferramenta muito poderosa para a inclusão. Poder trazer acessibilidade para os nossos conteúdos é algo muito importante e estratégico para a empresa, afinal, nosso objetivo é poder conversar com todos e todas”, conta Ana Gabriela Dias Cardoso, diretora corporativa de Comunicação e Relações Institucionais da Usiminas. O Brasil tem atualmente cerca de 10 milhões de pessoas com deficiência auditiva e apenas 1% dos sites brasileiros são considerados acessíveis aos surdos não alfabetizados.

Gabriela lembra, ainda, que a ação está alinhada aos objetivos do programa de Diversidade e Inclusão da Usiminas. A iniciativa, lançada em 2019, visa promover o tema, estimular o debate e proporcionar, na companhia, oportunidades de emprego, carreira e desenvolvimento a todos, independentemente de gênero, etnia, orientação sexual, entre outros. “Acima de tudo, queremos ajudar a criar um ambiente mais diverso e inclusivo e também gerar transformações na sociedade”, destaca a diretora.

Como utilizar
A Maya é a tradutora oficial de libras dos sites da Usiminas. Ela fica disponível em um botão ao lado direito de todas as páginas. Para usar a ferramenta, basta clicar e selecionar o trecho que deseja traduzir.

Para ver como a Maya funciona, basta acessar o site da Usiminas ou ver o vídeo clicando https://vimeo.com/553351417/ba0ede69c1

Sair da versão mobile